The Christian Post > Política|Qui, 1 Jul. 2010 14:23 PM EST

Alta Corte de Wisconsin Confirma a Proibição do Casamento Gay

PorNathan Black | Repórter do Christian Post tradutor Rodrigo L. Albuquerque

A Suprema Corte de Wisconsin, na quarta-feira, manteve uma emenda constitucional que afirma o casamento tradicional e proíbe a união civil de mesmo sexo.

A corte decidiu de 7 a 0, declarando a opinião que “a emenda do casamento foi adotado por cidadãos de Wisconsin usando o processo prescrito pela contituição, e é propriamente agora parte de nossa constituição.”

Grupos familiares elogiaram a decisão.

“Casamento e vontade das pessoas são os claros vencedores desta decisão,” disse Julaine Appling, presidente do Conselho Familiar de Wisconsin, em uma declaração.

A emenda foi aprovada em 2006 por 59 por cento dos eleitores do Estado. Ela declara: “Somente um casamento entre um homem e uma mulher poderá ser válido ou reconhecido como um casamento neste Estado. Um status legal idêntico ou substancialmente similar para aquele casamento para indivíduos solteiros não serão válidos ou reconhecidos neste Estado.”

O professor da Universidade de Wisconsin William McConkey entrou com uma ação no ano seguinte, argumentando que a emenda violou a constituição por direcionar-se mais a um assunto (casamento e uniões civis).

Curta-nos no Facebook

Mas a alta corte concluiu que as duas sentenças da emenda de casamento “relaciona-se com casamento e tende a ter efeito ou carregar o mesmo propósito de preservar o status legal do casamento em Wisconsin como entre somente um homem e uma mulher.”

Jim Campbell, consultor de litigação com a Alliance Defense Fund, o qual entrou com um amicus curiae, no ano passado, em nome do Conselho Familiar de Wisconsin, manteve que os eleitores adotaram a emenda “por uma clara e simples razão: para proteger a instituição do casamento.”

“Nós devemos estar fortalecendo – não prejudicando – o casamento, o qual é um homem e uma mulher,” comentou ele. “Mais uma vez, ativistas tentaram usar a corte para forçar algo nas pessoas que eles tem repetidamente e esmagadoramente rejeitado.

“Juízes e políticos nunca devem deixar de lado a vontade do povo, a fim de impor um sistema que, intencionalmente, priva as crianças de uma mãe e pai. Qual dos dois não importa: a mãe ou um pai?"

Os eleitores afirmaram que queriam aprovar a emenda para impedir os "juízes ativistas" de legalizar o casamento homossexual e para proteger a atual definição de casamento. Uma série de decisões da Suprema Corte estadual que derrubam as leis do casamento de outros Estados foi a principal razão para a emenda.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca