The Christian Post > Tecnologia|Ter, 15 Nov. 2011 12:29 PM EST

Americano Perde o Emprego e o Casamento por Obsessão pelo Twitter

PorAna Araújo | Repórter do The Christian Post

O editor de mídia online Larry Carlat trasformou o seu trabalho com mídias sociais em uma obsessão e acabou sofrendo graves consequências. Sua história foi contada pelo jornal New York Times, com o título “Confissões de um Twiteiro”.

  • Americano diz ter perdido o emprego e o casamento por causa de obsessão pelo Twitter
    (Reprodução)
    Americano diz ter perdido o emprego e o casamento por causa de obsessão pelo Twitter

Carlat relatou ter perdido o emprego e também o casamento depois que começou a tuitar alucinadamente “de 20 a 30 vezes por dia, sete dias por semana”. Ele chegou a atrair 25 mil seguidores.

Sua vida inteira passou a se basear no Twitter. “Comecei tentando fazer alguns poucos amigos rirem. Não tinha ideia de quão rápido o Twitter me consumiria (…). Postei diariamente por três anos com uma única exceção: o dia em que meu sogro morreu”, contou.

Ele parou de ler, de ouvir música ou de assistir TV. Quando saía com os amigos, escapava para o banheiro com seu iPhone. Quando não estava no Twitter, ficava pensando no que escreveria mais tarde, no microblog.

Carlat foi demitido após começar a tuitar sobre a empresa que trabalhava. Conseguiu um novo emprego na revista Men’s Health e novamente teve problemas pelo que escrevia. Seus tuítes violavam as políticas da empresa e ele tinha duas opções: deixar o cargo ou deletar sua conta. Ele optou pela conta!

Um mês após deixar o emprego, separou-se da mulher. Na ocasião, ecreveu “eu levaria uma bala por minha mulher, mas agora preferiria ser aquele que puxa o gatilho” e realmente magoou seu filho. “Ele ameaçou parar de me seguir no Twitter. Deletei o post imediatamente”, contou Carlat.

Curta-nos no Facebook

Há cerca de um mês ele cometeu twittercídio, nome dado quando alguém deleta a sua conta no Twitter.

Ele ainda sente falta da vida online, “posso continuar a compor os tweets na minha cabeça? Eu perco os meus amigos do Twitter? Com certeza. Mas o imenso peso de compulsão tem sido alta. Agora, antes de ir dormir, desligo o meu iPhone e quando eu acordo o meu primeiro pensamento é de fazer o café, não de digitar".

No seu último Twitter, ele incentivou a todos a seguir o seu filho, “com sorte, ele também vai saber quando parar. Ele é muito engraçado. Será ainda mais engraçado quando ficar mais velho”.

Larry Carlat é editor e escritor. Vive em Brooklyn, EUA e não está no Facebook.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca