The Christian Post > Entretenimento|Ter, 8 Jan. 2013 09:58 AM EST

Amy Winehouse morreu por excesso de álcool, confirma a justiça britânica

PorCassiany de Paula | Repórter do The Christian Post

Amy Winehouse morreu de forma inesperada por abusar de álcool após passar por um período de abstinência. A informação foi confirmada por um tribunal britânico nesta terça-feira.

  • amy winehouse
    (Foto: Reuters)
    Lady Gaga, a cantora de Edge of Glory, lamentou a morte de Amy Whinehouse dizendo que sua morte foi uma lição para não “matar uma superstar”.

No dia 23 de julho de 2011, a cantora britânica Amy foi encontrada morta em sua residência.

De acordo com a legista Shirley Radcliffe, Amy consumiu uma grande quantidade de álcool de forma voluntária, ato que tomou rumo inesperado e causou a morte da cantora.

Segundo exames, o sangue da cantora apresentava uma quantidade de álcool cinco vezes maior do que o limite permitido para dirigir, nível de quantidade considerada perigosa.

Tal volume, de acordo com Radcliffe, pode afetar bruscamente o sistema nervoso central em um nível que o paciente poderia "dormir e não acordar", foi o que aconteceu com Winehouse.

No laudo final, Amy tinha 4,16 gramas de álcool por litro de sangue quando morreu. Isso significa mais de cinco vezes o limite legal permitido para motoristas na Inglaterra, que é de 0,8 g/L.

Curta-nos no Facebook

Diante do anúncio do inquérito, a familia de Amy Winehouse não esteve presente no tribunal.

Natural de Londres, Amy começou a ouvir jazz ainda criança. Com 20 anos lançou seu primeiro disco “Frank”. Em 2006, Black to Black levou a cantora ao conhecimento mundial, música que lhe rendeu cinco prêmios Grammy.

Winehouse teve morte precoce aos 27 anos e se junta a uma lista de roqueiros que também morreram com esta mesma idade, fato que consiste na utilização de abusiva de drogas.

  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
  • Wanderlei Silva no TUF Brasil...
Não Perca