The Christian Post > Cristianismo|Seg, 20 Ago. 2012 18:06 PM EST

André Valadão: 'não fique preso no rótulo, denominação', ‘Jesus é o que importa’

PorAndrea Madambashi | Repórter do The Christian Post

“Pior que doença no corpo é doença na alma”, diz um dos maiores cantores cristãos do Brasil, parte do Ministério de Louvor Diante do Trono, André Valadão, em um vídeo postado em sua página no Facebook.

  • André Valadão faal sobre seu novo livro: Aliança
    Foto: Assessoria de Imprensa/Marcus Castro
    André Valadão faal sobre seu novo livro: Aliança

Em seu vídeo inspirador, André Valadão, que é também pastor da Igreja Batista da Lagoinha, ajuda os cristãos a identificarem o remédio que todos precisam, que é a palavra de Deus, que é Jesus. E desperta para o fato de que, assim como com os remédios, as pessoas estão se preocupando com as classificações da igreja e não com o que é mais importante, Jesus.

“Qual é o remédio que você tem tomado? O que tem sido a cura para a sua vida aquilo que tem guardado o seu coração e te fortalecido nos momentos de dor e sofrimento em sua vida?” questiona ele.

Valadão explica que a palavra de Deus é o “remédio que é eterno, duradouro, que traz circunstâncias positivas para a sua vida e para o seu sustento”. O contrário disso ele aponta, seria a pessoa deixar-se secar - os seus ossos, o ânimo, os sonhos.

“Alegre o teu coração. Lembre-se das promessas de Deus e tenha a certeza. Se alegrando você toma um verdadeiro remédio em Deus que vai te trazer cura em todas as áreas da tua vida.”

Fazendo analogia com o remédio, Valadão aponta que as pessoas estão se focando nas classificações da igrejas, assim como se classificam os remédios.

Curta-nos no Facebook

“Um dos maiores problemas da igreja hoje é realmente identificar a realidade que todos nós temos uma mensagem, que é o remédio, a cura para a alma a cura para a vida. Muitos falam, a minha igreja é a referência, outros olham e julgam outras igrejas e ministérios, e falam, não, essa é genérica, mais baixa, mais barata. Outros falam, não essa é similar, mais simples ainda.”

“Eu vou dizer para você e repito. Remédio é remédio.”

Ele urge que os cristãos não fiquem presos a rótulos, a denominações ou valores humanos. “Guarde o teu coração”, diz ele.

“Temos um remédio, temos uma resposta, temos Jesus na nossa vida, e Ele sim é o que importa, independente se você é ‘genérico’, ‘similar’ ou ‘referência’”.

E novamente ressalta que a palavra de Deus “é o bom remédio de nossa alma é o verdadeiro remédio da nossa vida.”

André Valadão também desafia os crentes e não crentes, perguntando-lhes: “Qual seria o preço que você daria por tomar um remédio, algo que poderia mudar a circunstância que você está vivendo”.

“O que eu tenho para te oferecer é de graça. Jesus pagou o preço. Ele se fez doença, Ele se fez enfermidade para que nele hoje você e eu pudéssemos absorver a cura que é necessária para as nossas vidas.”

“Você não precisa viver doente, você não precisa viver com essas dores da vida assolando o seu coração. Faça uma escolha e tome o remédio que é Jesus e seja curado para sempre em todas as áreas da sua vida.”

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca