The Christian Post > Política|Qui, 5 Ago. 2010 13:06 PM EST

Apoiantes Prop 8: A decisão do Juiz de Casamento Gay é um "Golpe Terrível"

PorJennifer Riley | Repórter do Christian Post tradutor Rodrigo L. Albuquerque

A decisão de um juiz federal, sobre a proibição do casamento de homossexuais, na Estado Califórnia, como inconstitucional, foi um golpe "terrível" para os adeptos do casamento tradicional, disse o líder de um grupo pró-família sediado na Califórnia.

"O casamento Natural, direitos do eleitor, a Constituição, e nossa república chamada Estados Unidos da América, têm se deparado com um golpe terrível," disse Randy Thomasson, presidente da SaveCalifornia.com, em um comunicado.

Em uma decisão de 136 páginas divulgado, quarta-feira, o juiz Vaughn Walker do Tribunal de Justiça do Distrito dos EUA para Distrito Norte da Califórnia, referiu-se à Cláusula de Igual Proteção da 14º Emenda e disse que a Proposição 8 de Califórnia coloca encargos inconstitucionais ao direito fundamental de casar-se e "cria uma classificação irracional, com base na orientação sexual."

"A evidência mostra conclusivamente que as concepções morais e religiosas formam a única base para a crença de que casais de homossexuais são diferentes de casais do sexo oposto," escreveu Walker. "A reprovação moral por si só é uma forma imprópria de negar direitos aos gays e lésbicas." A evidência mostra, conclusivamente, que a Proposição 8 aprova, sem razão, uma visão moral privada de que casais do mesmo sexo são inferiores aos casais do sexo oposto."

Thomasson, no entanto, chamou a decisão do juiz de inconstitucional, porque a Constituição garante que as políticas de Estado sejam decididas pelo povo e não por juízes federais.

O advogado da Alliance Defense Fund, Daniel Blomberg, de igual modo, chamou a decisão do juiz "bastante chocante," porque o julgamento não é apenas sobre casamento, mas sobre a "liberdade fundamental de ter a sua contagem de votos e ter a liberdade de expressar e viver de acordo com suas crenças religiosas."

Curta-nos no Facebook

A Prop 8, que alterou a constituição do Estado para definir o casamento como entre um homem e uma mulher, foi aprovada nas eleições estaduais de novembro de 2008, por 52 por cento dos eleitores da Califórnia.

A decisão Walker, se não fosse recorrida, permitiria que as pessoas do mesmo sexo se casassem na Califórnia.

A equipe de defesa legal da Prop 8, no entanto, apresentou uma moção, terça-feira, à Corte de Apelações do 9º Circuito dos EUA, para, imediatamente, suspender a decisão de Walker. Se a suspensão for concedida, a ordem não será decretada enquanto ocorrer o processo de apelação.

Ambos os lados do debate sobre o casamento do mesmo sexo concorda que as apostas são altas, no caso do marco, porque ele provavelmente vai criar um precedente para outros Estados do país.

"Este processo, que deve ser acolhido no recurso e no Supremo Tribunal Federal, se tornaria o 'Roe v. Wade’ do ‘casamento’ de pessoas do mesmo sexo, derrubando as leis do casamento de 45 Estados," alertou Tony Perkins, presidente do Conselho da Family Research. "É tempo para a extrema esquerda parar de insistir que os juízes redefinam a nossa instituição social mais fundamental e de usar tribunais liberais para obter um objetivo político que não se pode obter nas urnas."

A batalha do casamento de homossexuais na Califórnia é esperado para continuar na Corte de Apelações do Nono Circuito, e, em seguida, no Supremo Tribunal de Justiça dos EUA, se aceito o caso.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca