The Christian Post > Mundo|Seg, 14 Mai. 2012 10:14 AM EST

Arqueólogo encontra artefatos que defendem a existência do Rei Davi

PorLuciano Portela | Colaborador do The Christian Post tradutor Luciano Portela

Um arqueólogo da Universidade Hebraica de Jerusalém diz que descobriu santuários de culto que remontam ao tempo do rei bíblico Davi, e podem proporcionar maior esclarecimento para algumas referências de construção obscuros na Bíblia.

  • Hebrew University of Jerusalem
    (Foto: Hebrew University of Jerusalem)
    Escavações no Khirbet Qeiyafa.

O Professor Yosef Garfinkel diz que suas descobertas foram feitas em Khirbet Qeiyafa, uma antiga cidade fortificada a 30 quilômetros de Jerusalém e é adjacente ao Vale de Elá. Os achados confirmam a visão bíblica da região antes da construção do Templo de Salomão. O local é marcado por ter sido cenário da batalha entre Davi e Golias.

O pesquisador ressaltou da importância do achado, pois esta seria a primeira vez que santuários do tempo dos monarcas israelitas são desvendados. Pois não existem outros registros que apontam a existência destes reis.

"Esta é a primeira vez que os arqueólogos descobriram uma cidade fortificada de Judá, desde o tempo do Rei David", notificou Garfinkel através de um comunicado de imprensa.

Ele ainda reforça que o lugar desmente as teses que tiram o valor da história do Rei Davi.

"Mesmo em Jerusalém, não temos uma clara cidade fortificada de seu período. Assim, várias sugestões que negam completamente a tradição bíblica sobre o rei Davi e dizem que ele foi uma figura mitológica, ou apenas líder de uma pequena tribo, agora mostram estarem errados", acrescentou.

Curta-nos no Facebook

Além disso, dois artefatos, bem conservados, que foram descobertos nas escavações, se assemelham a elementos descritos na Bíblia. As relíquias possuem detalhes que explicam o significado de palavras que perderam seu sentido real com o passar dos séculos.

"Pela primeira vez na história, temos objetos reais do tempo de David, que pode estar relacionado com monumentos descritos na Bíblia" segundo o comunicado de imprensa, veiculado pelo Ministério das Relações Exteriores de Israel.

Apesar das evidências de Garfinkel, alguns arqueólogos mencionam ter um pouco de cautela ao garantir a relação dos artefatos com o Rei Davi.

"Estes são belos achados, mas eles não são especiais na medida em que similares foram encontrados em vários lugares", declarou Nadav Na'aman, arqueólogo da Universidade de Tel Aviv para o jornal Haaretz.

Já Hershel Shanks, editor da Biblical Archaeology Review, disse ao The Christian Post, na terça-feira (8) que o achado é "extremamente interessante", mas precisa ser analisado.

"Isso pode muito bem ter sido davídico, mas é difícil vir tanta certeza sobre ele. Mas dentro desse período, sim. Temos muita confiança na data do mesmo", disse ele.

Desde 2007, os arqueólogos escavaram Kuttamuwa por seis semanas, sob a orientação de Garfinkel e Saar Ganor, da Autoridade de Antiguidades de Israel. Seus resultados foram compilados e apresentados em um novo livro, Passos do Rei David no Vale de Elah (Footsteps of King David in the Valley of Elah), que foi publicado pelo jornal Yedioth Ahronoth.

Shanks diz que a nova descoberta mostra que mais é provável que venham mais coisas a partir do local das intrigantes escavações. "Você não sabe o que vai vir, e isso é muito emocionante", disse Shanks. "Nós todos desejamos Yosef Garfinkel boas aspirações para as coisas espetaculares que ele está descobrindo", concluiu.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca