The Christian Post > Mundo|Sab, 24 Nov. 2012 09:58 AM EST

Atual conflito entre Israel e Palestina pode ser cumprimento de profecia? teólogo comenta

PorLuana Santiago | Correspondente do The Christian Post

A pesar do acordo cessar-fogo entre Israel e Palestina selado esta semana com mediação do Egito, Israel mantém fortes medidas de segurança, após a morte de um palestiniano ontem na Faixa de Gaza. Um porta-voz do exército israelita afirmou que palestinianos tentaram infiltrar-se em Israel e os soldados reagiram, disparando tiros de aviso.

O surto de violência no âmbito do conflito israelo-palestiniano, iniciado a 15 de novembro, provocou 168 mortos, dos quais 163 palestinianos. Tal conflito levanta especulações por parte dos evangélicos com relação a um possível cumprimento de profecia que indica acontecimentos apocalípticos.

O pesquisador religioso e teólogo Johnny Bernardo esclarece algumas questões. Em entrevista ao The Christian Post, o teólogo cita que é possível comparar os atuais acontecimentos com passagem de Ezequiel, que cita conflitos entre Israel e nações próximas. Entretanto, ele diz que é preciso ter cautela nas especulações.

Segundo ele, muitas doutrinas por especular o apocalipse usaram fatos como manipulação psicológica de seus adeptos. Johnny dá como exemplo ‘O Templo dos Povos’, uma seita que conduziu mais de 900 adeptos a um suicídio em massa.

No entanto, o teólogo, apesar recomendável cautela, acredita na “atual crise na Faixa de Gaza há evidências conclusivas de que as profecias de Ezequiel estão ganhando forma e dimensão”.

Para ele, a presença de uma autoridade líbia na Faixa de Gaza e o apoio de Mohamed Mursi, presidente do Egito, ao Hamas, parece conduzir a uma coalizão próxima a de Ezequiel 38 e 39.

Curta-nos no Facebook

“Não apenas Líbia e Egito, mas também o apoio de autoridades turcas e russas aos palestinos parece indicar, de fato, que algo grande está para acontecer”.

O estudioso aponta para Magogue, Meseque e Tubal (Ez 38.2,3), regiões ocupadas pelos antigos citas e tártaros, as quais hoje correspondem à Rússia. O nome Meseque converteu-se em Moscou ou Moskva. Tubal é a moderna cidade russa de Tobolsk.

Ele também cita o bloco das nações aliadas onde aparecem os nomes de Gômer e Togarma (38.6). Gômer veio a ser a Germânia (atual Alemanha) e, Togarma, corresponde à Armênia e Turquia.

Em Ez 38.5 destacam-se ainda os persas (Irã); os etíopes (Etiópia) e Pute (Líbia). “Seria mera coincidência o fato de que, entre os versículos 2 e 6 de Ezequiel 38 temos descritas quase que a totalidade de nações opositoras a Israel?” questiona o teólogo. “Tendo a pensar que não”, responde.

Johnny finaliza dizendo que apesar de enxergar o cumprimento quase que rigoroso das profecias de Ezequiel “não podemos, portanto, nos apressar no sentido de que a totalidade dos eventos descritos ocorrerão simultaneamente ou em sequência à crise na Faixa de Gaza”.

  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
  • Wanderlei Silva no TUF Brasil...
Não Perca