The Christian Post > Cotidiano|Qua, 13 Mar. 2013 09:27 AM EST

Bancos e empresas de telefonia lideram a lista de reclamações do Procon-SP

O orgão divulga lista das dez empresas com maior número de reclamações

PorAdoniran Peres | Correspondente do The Christian Post

O Procon de São Paulo divulgou ontem (12) um levantamento das dez empresas que mais registram reclamações no órgão em 2012. O banco Itaú/Unibanco, a empresa de telefonia Claro e o banco Bradesco são os três primeiros desse ranking. Em seguida vem a Vivo, as Americanas.com/Submarino/Shoptime, a BV, o Carrefour, o Grupo Oi, a Eletropaulo e o Santander/Real.

O órgão apresentou ainda as empresas que mais registraram reclamações e que não foram atendidas. As dez primeiras são o BV, o Carrefour, a Eletropaulo, o Bradesco, o Itau/Unibanco, o Grupo Oi, o Santander/Real, as Americanas.com/Submarino/Shoptime, a Claro e a Vivo.

Segundo o presidente do Procon-SP, Paulo Goês, a divulgação dessas empresas não é para denegrir a imagem, mas sim com o objetivo de promover um aperfeiçoamento. Alvo de reclamações por causa, principalmente, das tarifas abusivas, entre os produtos e serviços, que entram em destaque negativo na lista, são os serviços financeiros. De acordo com Goês, em algumas situações essas taxas são criadas para ampliar a margem de lucro da empresa, o que dificulta a escolha do consumidor, que normalmente, procura os juros mais baixos, sem se preocupar com as taxas.

Entre os serviços essenciais, a telefonia entra no topo da lista que, segundo o Procon-SP, são serviços caros e de baixa qualidade. Já quanto aos serviços privado, os cursos e universidades se destacam como o maior problema, sendo a principal reclamação as falsas promessas. Na área da saúde, as queixas relacionadas a dificuldade para marcar consultas e fazer exames são as mais reclamadas.

A empresa com maior numero de reclamação no Procon-SP, o banco Itaú se manifestou por meio de nota que o numero de reclamações contra o banco foi devido a tarifa de cadastro cobrada para os financiamentos de veículos, que é regulamentada pelo Banco Central. O Itaú/Unibanco informou ainda que manteve sua postura de respeito ao consumidor atendendo as reclamações pelos canais internos ou pelo Procon.

O órgão registrou em 2012 mais de 600 mil atendimentos, sendo que 63% desses foram realizadas a distância. Já o numero de consultas e orientações somam 463 mil, sendo que 139 mil foram registradas como queixas formais. Do total, 79% das queixas foram solucionadas ainda no inicio e 21% foram para a Justiça. Das ações abertas, segundo o Procon, 44% (13.145) foram atendidas e 56% (16.552) não foram atendidas.

Curta-nos no Facebook

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca