The Christian Post > Entretenimento|Qui, 20 Nov. 2014 13:20 PM EST

Ben Affleck defende muçulmanos ao considerar 'racista' qualquer julgamento feito contra o Islã

O ator debateu o tema em participação do talk show do apresentador ateu Bill Maher

PorLuciano Portela | Repórter do The Christian Post

Em participação recente no talk show de Bill Maher, nos EUA, o ator Ben Affleck fez comentários ásperos ao avaliar questionamentos sobre a religião islâmica.

  • Oscar
    (Foto: Reuters/Mike Blake)
    Ben Affleck recebe o Oscar de melhor filme de 2013 de melhor filme, ao lado de Grant Heslov e George Clooney, que trabalharam na produção do filme junto a Affleck.

Ao debater com Maher, ateu confesso e crítico do Islã, o artista afirmou que não aceita queixas sobre muçulmanos, tarjando de Islamofobia o ato de julgar o islamismo.

Affleck apontou que sente repugnância ao ver o preconceito das pessoas com os seguidores de Maomé. "É nojento, é racista", cravou o ator vencedor do Oscar de melhor filme de 2013, pela direção do longa Argo.

Ao analisar mais a fundo, o ator observa que radicais islâmicos e terroristas são fruto de uma pequena minoria, que não reflete a opinião esmagadora de muçulmanos amantes da paz.

O raciocínio de Affleck é mal visto por analistas conservadores, por ser supostamente baseado muito mais em emoção ou oportunismo do que em fatos reais.

Alguns críticos veem em figuras públicas, como as celebridades de Hollywood, um comportamento de sempre nadar a favor da corrente do senso comum, sem olhar os dois lados de uma questão.

Curta-nos no Facebook

As afirmações de Ben de que "apenas 7% dos muçulmanos são extremistas" batem de frente contra o fato de que estes 7% são aproximadamente 100 milhões de pessoas.

Além disso, as estatísticas não incluem os islâmicos tido como "moderados", como é o caso do presidente sírio Bashar al-Assad ou o rei da Arábia Saudita, que matam simplesmente por ganho político.

 Em contrapartida aos comentários de Affleck, Maher e os participantes da mesa ressaltaram a intolerância de muçulmanos radicais que consideram a morte como o caminho mais certo para quem não aceita o Islã.

O talk show Real Time with Bill Maher vai ao ar no Brasil pelo canal HBO Signature, sempre levantando questões polêmicas atuais nos EUA, para debate.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca