The Christian Post > Cotidiano|Qua, 6 Mar. 2013 16:09 PM EST

Bruno admite pela primeira vez a morte de Eliza Samudio e culpa Macarrão pelo crime

PorTayguara Ribeiro | Correspondente do The Christian Post
  • bruno fernandes
    (Foto: Divulgação)
    Ex-goleiro do Flamengo, Bruno Fernandes de Souza, ficou a maior parte do tempo de cabeça baixa, lendo passagens da Bíblia, durante julgamento no Fórum de Contagem (MG). Segunda-feira, 4 de março de 2013.

Pela primeira vez desde que começou o processo, o ex-goleiro do Flamengo, Bruno Fernandes, admitiu a morte da ex-amante, Eliza Samudio. A admissão ocorreu durante o depoimento do ex-jogador, no fórum de Contagem, em Minas Gerais, nesta quarta-feira (6).

Bruno afirmou também que não foi o mandante do crime e culpou seu amigo Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, pela morte de Eliza.

No relato que fez no tribunal, o ex-goleiro afirmou que, na noite do crime, Macarrão e Jorge Luiz Rosa deixaram o sítio, onde todos estavam, com Eliza e Bruninho (filho de Bruno com Eliza).

Quando Macarrão voltou, segundo a versão contada por Bruno, ele questionou o que tinha acontecido. "Perguntei para eles: 'poxa, cadê Eliza? Pelo amor de Deus, o que vocês fizeram com ela?”

"Neste momento, Macarrão falou assim: 'ó, eu resolvi o problema, o problema que tanto te atormentava'", disse, explicando o que Macarrão teria lhe respondido.

O ex-goleiro disse que se sente culpado pela morte da ex-amante. Contou ainda que poderia ter evitado tudo o que aconteceu.

Curta-nos no Facebook

O problema com Eliza, segundo Bruno, ocorreu por conta de uma pensão alimentícia. Ele informou que era muito cobrado pela jovem, mas disse que não tinha certeza que era o pai do filho, por isso não entrou em um acordo com ela.

A ex-mulher de Bruno, Dayanne Rodrigues, também está sendo julgada por participação no crime. Ela já apresentou depoimento e negou participação no crime, afirmou ainda que são falsas as acusações que pairam sobre ela.

O ex-goleiro responde por homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver e sequestro e cárcere privado de seu filho com Eliza Samudio. É acusado ainda de ser o mandante do crime.

"Eu queria que ele pegasse perpétua. Eu queria que ele morresse na cadeia", disse a mãe de Eliza, Sônia Moura, que acompanha o julgamento, em Contagem. “Este crime foi premeditado”, completou.

No primeiro dia do julgamento, Bruno Fernandes chegou a chorar. Ele também leu a Bíblia. A previsão é de que o resultado do julgamento possa ser divulgado nesta quinta-feira (7).

Além de Bruno e Dayanne, também são acusados de envolvimento no crime: Luiz Henrique Ferreira Romão, conhecido como Macarrão (amigo de Bruno) e Fernanda Gomes de Castro (ex-namorada de Bruno). Ambos foram condenados em júri popular realizado em novembro de 2012.

Bola, outro acusado, será julgado no dia 22 e Elenílson Vitor da Silva (caseiro do sítio de Bruno) e Wemerson Marques de Souza ( amigo de Bruno) irão a julgamento no dia 15 de maio.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca