The Christian Post > Mundo|Qua, 12 Jun. 2013 13:46 PM EST

Câmara dos Deputados da Rússia aprova projeto de lei proibindo propaganda gay

PorStoyan Zaimov | Repórter do The Christian Post tradutor Amanda Gigliotti

A Câmara dos Deputados na Rússia (também chamada de Duma), aprovou um projeto de lei que proíbe a propaganda homossexual por uma esmagadora maioria de 436 votos a 0, na última terça-feira (11), gerando confrontos entre ativistas gays e seus opositores.

  • bandeira gay
    (Foto:REUTERS/Kimberly White)
    Cristãos homossexuais criam igreja própria

"As relações sexuais tradicionais acontecem entre um homem e uma mulher, que ... são a condição de preservação e desenvolvimento dos povos multi-étnicos da Rússia", disse a deputada Yelena Mizulina antes da votação. "São precisamente estas relações que precisam de proteção especial por parte do Estado".

O projeto de lei, que ainda precisa passar pelo parlamento superior e ser assinado pelo presidente russo, Vladimir Putin, reflete a posição radical do país quando se trata de questões de sexualidade. Em algumas das maiores cidades da Rússia, demonstrações públicas a favor da homossexualidade foram proibidas, incluindo São Petersburgo. O projeto de lei aprovado pela Duma agora pretende proibir a "propaganda de relações sexuais não tradicionais", segundo informações do The Associated Press.

Alguns grupos têm protestado contra esta lei, no entanto, de acordo com a legislação russa, isso também seria um ato passível de punição, pois daria às crianças, por exemplo, informações sobre os homossexuais, algo proibido no país.

"No espaço de poucas horas, a Duma conseguiu adotar duas medidas legislativas que testemunham a diminuição do espaço para liberdade de expressão na Rússia. Eles representam uma tentativa do governo para reforçar a sua popularidade, favorecendo aos elementos mais reacionários da sociedade russa - em detrimento dos direitos fundamentais e da expressão das identidades individuais", disse John Dalhuisen, diretor do programa da Anistia Internacional para a Europa e Ásia Central.

A grande oposição à propaganda gay na Rússia se deve, em parte, pela grande força que a Igreja Católica Ortodoxa ainda exerce no país. A instituição religiosa têm lutado contra o que eles chamam de "liberalismo sexual ocidental", representado, entre outras práticas, pela homossexualidade. A Igreja tem sido bastante contundente na defesa dos valores cristãos conservadores para a sociedade. Além disso, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, conta com o apoio da Igreja desde que venceu as últimas eleições, em 2010.

Curta-nos no Facebook

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca