The Christian Post > Cotidiano|Qui, 29 Nov. 2012 10:37 AM EST

Câmara monta comissão para apurar lance de vereador em leilão de virgem

PorLuana Santiago | Correspondente do The Christian Post

Esta semana iniciou-se um inquérito para investigar um possível lance de um vereador para arrematar a virgindade de Rebeca, jovem de 18 anos que decidiu leiloar sua castidade para ajudar o tratamento da mãe.

  • Rebeca Bernardo Ribeiro
    (Foto:Arquivo pessoal/Divulgação)
    Rebeca Bernardo Ribeiro leiloa virgindade a exemplo de Catarina Migliorini

De acordo com publicação G1, três vereadores acompanhados por um promotor foram até a delegacia de Sapeaçu na terça-feira, 27. Eles registraram um boletim de ocorrência solicitando esclarecimentos da parte de Rebeca Ribeiro à Polícia, que teria dito numa entrevista que recebeu uma proposta de um vereador.

"Foi divulgado, num blogue da cidade, que Rebeca havia mencionado em entrevista que um vereador tinha feito a proposta. A imagem da Câmara foi abalada e põe sob suspeita os 18 homens que fazem parte dela. Formamos a comissão com o objetivo de descobrir o nome [do vereador] e apurar a veracidade [do lance]", afirma a diretora da casa, Maria Chaude.

Rebeca chegou a ser ouvida pela Polícia, onde o delegado de Sapeaçu, Fabrício Alencar, avaliou não haver crime na declaração feita pela jovem.

De acordo com a jovem, a proposta foi feita na semana passada e foi uma das primeiras ofertas recebidas. Entretanto, como o valor estava abaixo do que pretende arrecadar, rejeitou a proposta e o contato foi terminado.

Há cerca de uma semana, Receba tornou-se polêmica por declarar que após observar a atitude de Catariana Migliori - que arrecadou R$ 1,5 milhões ao leiloar sua virgindade - tomou coragem de fazer o mesmo, com o propósito de ajudar sua mãe, que se encontra de cama.

Curta-nos no Facebook

"Eu vi o vídeo da Catarina, vi a coragem dela, de não ter medo de ser julgada. Não nego que vi o quanto ela conseguiu adquirir, e pensei em quanto eu posso adquirir e mudar minha vida", relatou, segundo o G1.

"Eu estava passando muita dificuldade, até para conseguir ajuda para comprar medicamentos, marcar exames. A gente vive com um salário mínimo. Até já tentei trabalhar, mas aqui na cidade paga pouco. Só consegui ganhar R$ 40, R$ 100 por trabalho um mês inteiro. Não faz diferença esse dinheiro porque teria que pagar a uma pessoa para cuidar da minha mãe", rematou.

Depois da repercussão do vídeo, Rebeca desistiu da ideia. Ela disse que não sai mais de casa e lida com piadas dos amigos de escola e vizinhos.

“Eu tive que parar de frequentar a rua, não posso sair nem para comprar um pão. Teve uma repercussão muito negativa e deixei de ir até para o colégio. Dizem que eu estou me prostituindo.”

  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
  • Wanderlei Silva no TUF Brasil...
Não Perca