The Christian Post > Política|Seg, 22 Out. 2012 09:06 AM EST

Candidata 'comunista cristã’ acusada de distribuir DVD apócrifo a evangélicos em AM

PorAmanda Gigliotti | Repórter do The Christian Post

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) foi acusada de distribuir cerca de 500 mil cópias de um DVD apócrifo a líderes evangélicos, em campanha contra o seu oponente Arthur Virgílio (PSDB).

  • Vanessa Grazziotin
    (Foto: Márcio Melo/Divulgação)
    Os candidatos à Prefeitura de Manaus Arthur Virgílio I(PSDB) (à esq.) e Vanessa Grazziotin (PC do B) se cumprimentam em debate da "TV Bandeirantes" na noite desta quinta-feira, na capital amazonense.

A mídia intitulada “Arthur é a favor do aborto e da união homoafetiva” mostra o ex-parlamentar tucano justificando seu voto em favor do aborto.

Arthur apoia a descriminalização do aborto em situações de risco à mulher, e ao reconhecimento aos direitos à partilha de bens e herança em relações homoafetivas.

A candidata comunista se declara “cristã” e afirma ser contrária ao aborto.

O material foi entregue a lideranças evangélicas na manhã deste domingo, em um buffet, na zona Oeste de Manaus.

Arthur Virgílio, que foi avisado do material por um pastor, pediu providências ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), desembargador Flávio Pascarelli. Fiscais do TRE foram ao local mas não encontraram a mídia.

Curta-nos no Facebook

Entretanto, a mídia foi conseguida por pessoas da equipe de imprensa de Artur Neto e filmada e fotografada também por outros jornalistas de outros veículos.

Em entrevista coletiva, Arthur acusou a candidata de recorrer à mesma prática usada nas eleições passadas em que ela teve que responder por crime eleitoral.

“A minha adversária é reincidente. Ela responde por crime eleitoral praticado nas eleições passadas e pode perder o mandato de senadora por isso, mas novamente recorre às mesmas práticas”.

O problema maior apontado pelo candidato não é o conteúdo do DVD, mas sim a suspeita de caixa 2, que é o uso de dinheiro não informado ao TRE na prestação de contas de candidatos a cargos eletivos. A prática é considerada crime e tem pena prevista por lei.

Segundo relatos da mídia, a polêmica sobre a fé dos candidatos veio depois de um vídeo publicado pelo pastor Silas Malafaia chamado “Crente votando em comunista? Essa não!”, no qual ele afirma não votar em candidatos comunistas.

“Eu fico admirado de ver alguém votar em uma pessoa que é do Partido Comunista [...]. China, Coréia, Cuba e, há pouco tempo atrás, a União Soviética. Meu amigo, esses caras não toleram religião”, diz o líder da Igreja Assembleia de Deus, alegando que o Comunismo prega o “ateísmo”.

  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
  • Wanderlei Silva no TUF Brasil...
Não Perca