The Christian Post > Mundo|Sex, 29 Jun. 2012 10:22 AM EST

Chinesa obrigada a abortar feto sofre pressão das autoridades

PorLuciano Portela | Colaborador do The Christian Post

Uma chinesa forçada a realizar o aborto, depois de um período de gestação de sete meses, revelou permanecer "sob muita pressão" dos guardas presentes no hospital onde está internada, na província de Shaanxi. Os agentes fixam sua presença no local e impedem a saída da mulher.

Feng Jianmei foi submetida ao aborto forçado, no dia 2 de junho, quando sua filha nasceu morta após as autoridades do governo chinês determinarem a indução o parto. O fato provocou uma ação súbita na sociedade do país com relação à prática de impedir que famílias tenham mais de um filho entre seus descendentes.

A cunhada da gestante, que permanece com ela no hospital contou que seu irmão, esposo de Feng, foi atacado na última semana pelos oficiais da região que induziram os camponeses de sua vila a acusar seus parentes como "traidores".

A operação do governo, exposta pela família, aconteceu mesmo depois das autoridades locais sofrerem uma imposição por conta de uma foto que mostra a mãe ao lado de seu feto repleto de sangue divulgada na internet na metade do mês.

De acordo com as informações de uma agência estatal de notícias da China, o governo tomou as providências cabíveis e demitiu dois oficiais da região em que Feng vive, além de emitir advertências para mais cinco deles. Também foi relatado, que a família deve receber auxílio para pagar sua moradia.

chinesa, aborto, feto(Foto: Reprodução/Twitter)A chinesa Feng Jianmei foi forçada a abortar seu filho e sofre pressão de autoridades

Curta-nos no Facebook

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca