The Christian Post > Cotidiano|Dom, 6 Jun. 2010 03:10 AM EST

John Piper: Obtendo o Evangelho Correto

PorAudrey Barrick | Repórter do Christian Post tradutor Andrea Madambashi

"Infinitamente importante!" disse o Pastor John Piper quando ele discursou para milhares de pessoas, sexta-feira na República Dominicana.

  • john-piper
    (Foto: Wisdom & Integrity Ministries via The Christian Post)
    Pastor John Piper fala na conferência "Back to the Cross" na República Dominicana, em 4 de Junho de 2010.

Em Minneapolis, Minnesota, o pastor foi o orador convidado apresentado em uma conferência chamada "Back to the Cross," (De Volta à Cruz) organizado pelos Ministérios Wisdom & Integrity, evento de 03 a 05 de junho que teve como objetivo recuperar e reforçar a verdadeira essência da fé Cristã entre os fiéis da América Latina.

"Nós temos que acertar isso, se vamos ser os meios de salvação de outros, inclusive de nós mesmos", ressaltou Piper, enquanto seu discurso foi traduzido para o espanhol aos ouvintes.

"Nós precisamos ser salvos, porque todos nós somos pecadores", disse ele. "Não há outra maneira de ser salvo do inferno em eterna alegria que ...senão [através de] ouvir e crer no Evangelho".

Piper, conhecido por sua pregação expositiva, delineou seis aspectos do Evangelho para os participantes na conferência livre. "Se estiver faltando uma, não há Evangelho," frisou.

Em primeiro lugar, o Evangelho é um plano divino ou finalidade, disse ele. "Nós não devemos ver a morte de Jesus como um acidente da história. Isso foi planejado", enfatizou ele.

Curta-nos no Facebook

Listando o seu segundo ponto, Piper disse que o Evangelho é um fato "histórico" ou evento.

"Cristo morreu na cruz ... em um momento da história", explicou, acrescentando que a ressurreição de Jesus é também um acontecimento histórico. "O Evangelho não é uma teoria, o Evangelho não é uma filosofia ou uma idéia, o Evangelho não é uma forma de pensamento ou sentimento. O Evangelho é um evento na história."

"Quando pregamos o Evangelho, não pregamos, principalmente, a nossa experiência. Nós não pregamos, principalmente, sobre o que aconteceu conosco. Isso é importante. Mas a principal coisa que nós pregamos é que Deus tem feito alguma coisa na história. Ele enviou Jesus Cristo para o mundo e que Cristo morreu e ressuscitou. "

Em terceiro lugar, o Evangelho é uma realização de Deus, ele continuou. Nomeadamente, através da morte de Cristo, o registro dos pecados e das dívidas foram canceladas para todos. Esse registro foi pregado na cruz, disse Piper, sob aplausos.

"É um belo retrato de como os meus pecados foram cancelados antes de eu nunca existir", disse ele. "Não só a ira de Deus foi removida por esta substituição, como a culpa dos meus pecados também foi cancelada."

Além disso, "o poder de condenação de Satanás foi quebrado", acrescentou.
"O que é a única arma na mão do diabo com o qual ele pode condenar você ao inferno? Isso é um pecado imperdoável. Mas se os seus pecados foram cancelados na cruz, a arma foi retirada da mão do diabo."

O quarto aspecto fundamental do Evangelho é que é uma oferta gratuita para todos através da fé, Piper descreveu.

"Vocês são salvos pela fé, e não das obras. Esta é uma grande parte do Evangelho", enfatizou. "Você não pode trabalhar para obter isso, você não pode crescer em um lar Cristão, para ter isso, você não pode ir à Igreja para isso, você não pode ser batizado para ter isso, você não pode manter os Dez Mandamentos para isso. "

Explicando como o Evangelho se aplica a "mim", Piper explicou que, ao invés da ira e culpa, nós agora temos o perdão e a reconciliação com Deus.

"Quando eu acredito em Jesus Eu estou unido a Cristo. Portanto, o que ele fez se tornou meu por esta união através da fé. Sua vida justa é imputada a mim. O que Cristo alcança é contado como meu."

E todas essas coisas conduzem a um lugar - "que eu possa sempre desfrutar da glória de Deus."

Piper está atualmente em uma licença de oito meses no seu papel na pregação da Igreja Batista Bethlehem em Minneapolis e de todo o Trabalho dos Ministérios. Esta é a primeira pausa do ministério.

Após 30 anos de pregação, o pastor influente anunciou em março que precisava se concentrar em seu casamento e sua família e que o seu padrão de ministério necessiatava de uma verificação “real do Espírito Santo". Ele citou "falhas de caráter permanente" e orgulho.

A conferência Back to the Cross é uma das poucos palestras Piper e sua esposa, Noel, decidiu durante a sua licença.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca