The Christian Post > Cotidiano|Seg, 16 Jul. 2012 09:47 AM EST

Suzane Richthofen, que matou os pais, vira 'pastora evangélica' e choca o país

PorAndrea Madambashi | Repórter do The Christian Post

A reportagem do Fantástico sobre Elize Matsunaga dentro do presídio, revelou que uma das presas que chocou o país Suzane Richthofen por matar seus pais, chocou mais uma vez ao se tornar pastora evangélica. Tal notícia novamente gerou polêmica e virou tema de debate nas redes sociais.

  • Suzane Richthofen
    (Foto: Divulgação)
    Suzane Richthofen, condenada de matar os pais, é condenada a 39 anos de prisão.

O Fantástico mostrou neste domingo a rotina das presas que chocaram o país com seus crimes: Elize Matsunaga, que matou e esquartejou o marido, o diretor-executivo da Yoki, Marcos Matsunanga, recentemente; Suzane Richthofen, que assassinou seus pais e Anna Carolina Jatobá, que foi condenada pelo assassinato da enteada, Isabella Nardoni. Elas convivem com outras mais de 140 mulheres que cometeram crimes repudiados até dentro das cadeias.

Mostrando a rotina das presas que trabalham em uma fábrica na Penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier, em Tremembé (SP), a reportagem revelou que Suzane é atualmente pastora evangélica. A revelação gerou polêmica e debates na internet, por meio de sites de perguntas e redes sociais, questionando a sinceridade da criminosa ou se isso seria mais um de “seus planos” para reduzir sua pena ou ganhar dinheiro.

“Suzane Richthofen tornou-se evangélica , PASTORA evangélica . Uma nova vida ou um jeito de reduzir a pena ?” pergunta internauta Jaque no Yahoo! Respostas.

“Ela tirou a vida de quem lhe deu, Existem filhos de Deus e filhos do diabo, essa aí com certeza é ...”, acrescentou.

Muitos tiveram dificuldade de acreditar ou aceitar.

Curta-nos no Facebook

“Desta eu não sabia........Infelizmente fica difícil acredita na conversão dela, pois ela se mostrou dissimulada, mas Deus sabe de tudo até o que se passa no coração dela e não cabe a mim jugar”, respondeu a usuária Jaqueline Life House.

Alguns estão certos de que isso é uma maneira de reduzir a pena.

“Claro que é uma maneira de reduzir a pena, ela nunca sentiu remorso do que fez, ela é fria e insensível; a intenção dela é a liberdade, apenas isso”, disse Maah.

Mas apesar da dúvida, internautas urgem para não julgar. “Não se deve julgar né Jaque...coração dos outros é terra que ninguém anda. Quem sabe se ela realmente não se arrependeu, e mesmo que não possa voltar atrás, tentar uma vida nova daqui pra frente né...”, respondeu Cris.

O internauta Lexos apoiou: “Não existe como sondar op coração de um ser humano. Somente Deus pode fazer isso. Se ela o faz de coração, terá uma chance, se não o faz, não terá. Mas eu realmente não sei a intenção dela. Caim, também era um filho de Deus. Mas enfim, detentos se tronarem evangélicos afim de obter status de bom comportamento é algo bem comum no Brasil.”

No Facebook, o debate também foi incendiado, com a maioria desacreditando da história e afirmando ser isso um plano “B” para obter “dízimos dos fiéis”.

“Primeiro a herança dos pais, agora a HERANÇA DOS FIÉIS”, escreveu Diego Augusto.

Suzane Richthofen foi condenada por matar os pais, Manfred Albert Freiherr von Richthofen e Marísia von Richthofen. Ela teria matado seus pais a “golpes de pau” juntamente com Daniel, seu namorado na época, e o irmão de Daniel.

O motivo teria sido a não aceitação do namoro pelos pais, além de um suposto interesse na herança que seria deixada pelos pais. Suzane foi condenada a 39 anos de prisão.

  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
  • Wanderlei Silva no TUF Brasil...
Não Perca