Print CP Article

Criança de 2 anos passa 12 horas do dia sob luzes ultravioletas em função de uma hepatite

Fri, May. 25, 2012 Posted: 02:47 PM EDT


A menina Areesha Shehzad tem uma rotina difícil em Bradford, na Inglaterra. Em função de uma doença mortal, ela permanece em seu berço cercado por luzes ultravioletas (UV).

Com apenas dois anos, a criança é obrigada a passar 12 horas de seu dia em uma câmara especial com 20 lâmpadas UV para interromper uma espécie de hepatite rara. Menos de duzentos pacientes no mundo inteiro sofrem desta doença e o tratamento de fototerapia evita danos letais no cérebro.

A enfermidade é conhecida como síndrome de Crigler-Najjar, que constitui a ausência de uma enzima vital que bloqueia a entrada de um produto químico tóxico (a bilirrubina) no sangue.

Quando Aresha tinha apenas três dias de idade, a equipe de enfermagem, percebeu que havia algo de estranho no tom de pele da menina. Ao saberem da notícia, os pais ficaram bem consternados e sem saber o que fazer.

"Nós não sabíamos muito sobre a doença, porque é tão raro. Foi um momento comovente", comentou a mãe Salma.

Mais tarde, após várias avaliações, os médicos constataram que o procedimento seria a melhor forma de curá-la. E segundo as informações do jornal britânico Mirror, é necessário um período de quatro anos para a recuperação.

As luzes no berço adaptado muitas vezes a mantêm acordada por boa parte do dia, deixando a menina esgotada. Seu pai, Majid, informou que o método a sufoca. "É como uma prisão para ela", afirmou.

Majid também disse que a situação os incomoda. "Nós nos sentimos tão culpados forçando-a a deitar-se em seu berço por tanto tempo, mas não temos escolha", concluiu.

Luciano Portela


Copyright © Christianpost.com. All rights reserved.