The Christian Post > Entretenimento|Qua, 25 Abr. 2012 17:33 PM EST

Cristãos coreanos querem cancelamento do show de Lady Gaga

PorAndrea Madambashi | Repórter do The Christian Post

Desde que chegou em Seoul, Lady Gaga vem causando controvérsia em meio aos conservadores cristãos da Coreia do Sul. Eles pedem pelo cancelamento do seu show alegando promover violência, suicídio e homossexualidade.

  • igreja coreana
    (Foto: www.mysinchew.com)
    A publicação My Sinchew divulgou a foto de coreanos orando em uma igreja contra o concerto da cantora Lady Gaga que está programado para acontecer em Seoul, em 22 de Abril de 2012. Lady Gaga ainda tem planos de iniciar a turnê "The Born This Way Ball" no Estádio Olímpico de Seoul no dia 27 de Abril de 2012.

A diva do pop, que tem a performance marcada para o dia 27 de abril, no Estádio Olímpico de Seoul, vê seu show “Born This Way Ball” em risco de acontecer com a onda de protestos dos conservadores.

Segundo a publicação My Sinchew, uma série manifestações por uma aliança de grupos cristãos e organizações cívicas ocorreu perto da sede de Seoul de Hyundai Card, o organizador do concerto.

Cartazes e Posters de manifestantes, retirados por funcionários municipais, acusavam Lady Gaga de espalhar “cultura sexual não saudável” através de suas “letras obscenas e performances”.

Em uma declaração, a Korean Association of Church Communication, que representa diversas igrejas da Coreia do Sul, pede que os Cristãos se unam para impedir que os jovens sejam afetados pela homossexualidade e pornografia.

O show já recebeu restrição da entrada de menores de 18 anos, diferentemente de 12 como originalmente estabelecido.

Curta-nos no Facebook

A Coreia não é o primeiro país que causa protestos por influenciar a cultura e religião de um país. Na Indonésia, onde a cantora tem um show marcado em Junho, já há líderes islâmicos se articulando para protestar contra a sua realização.

“Eu peço a Lady Gaga que respeite nossos valores culturais e tradicionais. A maioria das pessoas aqui são muçulmanas e não podemos tolerar suas roupas ousadas e performances sensuais”, disse o líder do Conselho Ulema da Indonésia ao AFP.

“É melhor que ela cancele o seu show no país se ela não pode respeitar nossa exigência. Por favor, não destrua a moralidade de nossa nação e arruíne nossa dignidade”, completou ele.

Alguns criticaram a controvérsia afirmando que isso é uma “reação exagerada” e alegando que a cantora quer apenas se expressar.

“Não é que ela esteja, verdadeiramente, incentivando o consumo de carne humana ou prática da homossexualidade”, disse Lee Taek-kwang, professor da Universidade de Kyung Hee, em Seul, citado pelo jornal Hankyoreh.

A cantora deve ainda deve continuar sua turnê pela Ásia passando por países como Japão, Taiwan da China e Filipinas antes de retornar à Europa.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca