The Christian Post > Política|Sex, 10 Dez. 2010 13:31 PM EST

Cristãos Enviam Aplicativo da Declaração de Manhattan Revisto para a Apple

PorLillian Kwon | Christian Post Reporter tradutor Amanda Gigliotti

Os redatores da Declaração de Manhattan na quarta-feira, apresentaram uma revisão da aplicação para a Apple depois que a empresa retirou seu original por ser "ofensivo" a alguns.

  • apple-app-manhattan-declaration
    (Foto: Associated Press)
    Redatores da Declaração de Manhattan na quarta-feira, apresentaram uma revisão da aplicação para a Apple depois que a empresa retirou seu original por ser "ofensivo" a alguns.

O aplicativo revisto não contém uma enquete que pergunta aos usuários sobre pessoas do mesmo sexo e o aborto.

"Como um sinal de boa vontade, nós removemos a enquete e reenviamos o aplicativo sem ela," disse Chuck Colson, um dos três autores do documento ecumênico, que defende o entendimento tradicional do casamento e da santidade da vida.

Colson determinou que a votação foi o que atraiu a maior indignação entre aqueles que pediram a remoção do aplicativo.

A pesquisa constou de quatro perguntas - "Você acredita em proteger a vida desde o momento da concepção S ou N" e incluindo "Você apóia relações do mesmo sexo S ou N?" - E 25 pontos foram atribuídos a cada resposta "correta."

A resposta pró-aborto ou a pró-casamento gay foi considerada incorreta.

Curta-nos no Facebook

O aplicativo da Declaração de Manhattan foi inicialmente aprovado em outubro e classificado como um 4 +, que indicou que ele não continha "qualquer material censurável."

Mas os oponentes do aplicativo iniciaram uma petição sobre Change.org exigindo que a Apple removesse o aplicativo "anti-gay, anti-escolha." Foi durante o feriado de Thanksgiving.

Um porta-voz da Apple disse à CNET que o aplicativo tinha sido removido, "porque viola as nossas diretrizes de desenvolvedor por ser ofensivo para grandes grupos de pessoas."

Desde então, os Cristãos têm apelado da decisão da Apple.

Stuart Shepard da Citzen Link, que é o advogado da Focus on the Family, demonstrou o absurdo da decisão, em um vídeo.

"Sim, o casamento é uma idéia muito ofensiva para a Apple," disse ele. "Eu posso pegar o caminho mais fácil e apontar para as muitas aplicações constrangedoras e desagradáveis que ainda estão disponíveis, que ofenderia "grandes grupos de pessoas," mas todos sabemos que isso é realmente apenas sobre um determinado grupo de pessoas."

Ele argumentou que a Apple estava sufocando a liberdade de expressão e ponderou se ela iria parar na App Store.

"Se eu chamar minha mulher de um de seus iPhones para dizer 'eu te amo muito e eu estou feliz por ter casado com você,’ irá o telefone ser cortado no meio da ligação?" representou ele. "Não, espere, ele já faz isso."

"Tanto quanto os aplicativos da Bíblia em sua loja, você vai apenas apagar os versos que você considere ofensivo ou toda a Bíblia?" continuou ele. "E em que ponto você vai começar a me botar para fora de sua loja, porque contêm as crenças que você diz ofender grandes grupos de pessoas ou você vai concordar conosco que ter um debate saudável é saudável."

A Declaração de Manhattan, foi revelada em novembro passado, descrevendo os princípios que sustentam a santidade da vida, a compreensão histórica do casamento e a liberdade religiosa. Ele tem sido apoiado por proeminentes evangélicos, ortodoxos e líderes católicos e até agora cerca de meio milhão de assinaturas foram adicionados a ele.

Colson insiste em que a declaração não contém qualquer linguagem ofensiva ou inflamatória e não promove o ódio ou a homofobia.

"[A] Declaração de Manhattan declara que Deus ama todas as pessoas," disse ele.

A ofensiva única coisa sobre o documento, ele ofereceu, é a visão bíblica da moralidade sexual.

Junto com um aplicativo revisto, uma petição, assinada por mais de 44.000 pessoas, também foi apresentado a Steve Jobs, da Apple. A petição insta a Apple a restaurar o aplicativo.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca