The Christian Post > Entretenimento|Qua, 18 Set. 2013 03:25 AM EST

Daniela Mercury posta foto beijando sua mulher em protesto contra Marco Feliciano

A cantora questionou a polêmica no evento Glorifica Litoral

PorLuciano Portela | Repórter do The Christian Post

Em protesto contra o deputado Marcos Feliciano, a cantora Daniela Mercury postou uma imagem sua beijando a mulher, Malu Verçosa, conforme registrado através da rede social Instagram nesta última terça-feira (17).

  • Daniela Mercury
    (Foto: Divulgação)
    Daniela Mercury, cantora baiana.

Durante o último fim de semana, Feliciano solicitou à polícia retirasse as jovens Yunka Mihura, de 20 anos, e Joana Palhares, de 18 anos, do evento gospel Glorifica Litoral, em São Sebastião (SP), por conta de um beijo dado pelas duas.

A situação gerou controvérsias e no texto que acompanhou a fotografia publicada no Instagram, Daniela Mercury provoca Marco Feliciano ao indagar se existe alguma proibição para mulheres se beijarem no país.

“Valeu, Yunka e Joana. Só uma pergunta: é proibido beijar no Brasil, é?”, afirmou a artista na rede social, agradecendo as jovens do episódio do beijo e deixando um link com reportagem que esclarecia o caso.

Nesta última segunda-feira (16), ao comentar sobre o ocorrido em São Sebastião, o deputado evangélico associou o caso a uma situação que poderia ter ocorrido em um estádio de futebol, caso um torcedor argentino entrasse no meio da torcida do Brasil.

“Final de Copa, Argentina e Brasil, 4 argentinos tendo sua arquibancada vêm sentar entre os brasileiros e começam a xingá-los, imagine. Ou são loucos e necessitam de tratamento mental urgente, ou são baderneiros que querem 5 minutos de fama ou querem briga”, resume o político e pastor em seu perfil do microblog Twitter.

Curta-nos no Facebook

Ainda em seu Twitter, Feliciano esclareceu que as duas jovens atacaram os direitos dos evangélicos, de acordo com artigo do código penal brasileiro.

"O código penal brasileiro no seu artigo 208 diz: Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso", conclui Marco Feliciano.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca