The Christian Post > Cotidiano|Qui, 25 Out. 2012 12:36 PM EST

Depois de polêmica entre evangélicos e grafiteiros em Santos, pastor da Bola de Neve se ausenta do Facebook

PorAmanda Gigliotti | Repórter do The Christian Post

Um desenho de uma coruja feita por grafiteiros em uma torre na orla de Santos gerou polêmica com os evangélicos. O conflito pode ter levado o pastor da igreja Bola de Neve da região a se ausentar do seu Facebook. O pastor alega que sofreu ameaças por meio de sua página na rede.

  • grafite
    (Foto: Reprodução/G1)
    Grafite de uma coruja gera polêmica entre grafiteiros e pastor Eric Viana da igreja Bola de Neve Santos.

Segundo o G1, o pastor Eric Viana causou polêmica ao questionar se a imagem, da qual ele alega ser o símbolo da seita Bohemian Grove dos Estados Unidos tinha permissão. O pastor alega que o símbolo deve ser exposto apenas em ambientes privados, visto que o governo é laico.

Eric Viana diz que não há nenhum problema com a coruja, enquanto animal. Entretanto, ele é contra o símbolo ser exposto dessa maneira e questiona se houve permissão para isso.

“Eu não acho que a coruja vai demonizar a cidade. O que questiono é se houve a permissão para o grupo colocar o símbolo. O artista que desenhou a coruja já havia feito esse mesmo símbolo em outro local e colocado o nome da seita. Se ele desenhou a figura, eu posso escrever o logo da Bola de Neve no local também. Ou um símbolo de estrela, que representa o judaísmo. Ou até uma lua, do islamismo. Se fazemos apologia para uma seita, também podemos fazer para todas as outras seitas e religiões", diz.

Já Leandro Shesko, um dos responsáveis pela arte, afirma que ele e mais os outros grafiteiros não se inspiraram na seita satânica.

“Não nos inspiramos no símbolo da seita. Eu já fiz um outro trabalho, onde interagi com a arte de um companheiro e completei o desenho de coruja de outro artista. Nisso, acabei fazendo alusão ao Bohemian Grove porque vi na internet e achei importante que os interessados se informem a respeito. Quando fiz o primeiro desenho não quis fazer propaganda. Apenas trouxe, por meio da arte de rua, um assunto exposto massivamente. Acho que isso tudo é um pouco de fanatismo", afirmou, segundo a mesma publicação.

Curta-nos no Facebook

O tema foi levado para as redes sociais com opiniões diversas. Segundo o pastor, ele recebeu diversas ameaças através de sua página na rede.

"Estou andando escoltado. A minha integridade física foi colocada em risco. Recebi várias ameaças covardes pela internet. Chegaram a falar até que invadiriam a igreja. Virou uma situação de guerra, de gangue. A minha intenção foi sempre pacificar. Esses rapazes já frequentaram a igreja e não são meus inimigos", comenta.

Em seu Facebook, o pastor informou que vai se ausentar do Face por um período.

“Galera, me ausentarei do face por um periodo. a gente se fala por outras vias fui!!!” escreveu Viana.

Leandro Shesko disse que o projeto foi aprovado por todos os responsáveis e por todas as secretarias da prefeitura relacionadas ao assunto. Segundo ele, o grupo de grafiteiros já tinha com a igreja antes de iniciar o projeto. “Havíamos desenhado uma caveira, mas a prefeitura pediu para apagarmos e resolvemos fazer algo com teor menos negativo. Resolvemos apagar antes das reclamações chegarem”.

A Prefeitura afirmou em nota que a imagem da coruja foi escolhida para compor o painel pintado na torre por ser considerada símbolo da sabedoria. Além disso, ela justifica que é uma das poucas aves que distinguem, a cor azul, que é a do mar. A coruja não deve ser removida do local.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca