The Christian Post > Mundo|Qua, 30 Jan. 2013 09:22 AM EST

Egito condena à morte 7 cristãos por filme anti-islã

PorAmanda Gigliotti | Repórter do The Christian Post

Um tribunal do Cairo, no Egito, confirmou nesta terça-feira a sentença da pena de morte aos sete cristãos acusados de participar do filme “anti-islã” que gerou protestos no mundo islâmico.

O tribunal decidiu também reduzir a pena do pastor Terry Jones para cinco anos. Ele foi um dos protagonistas da queima do Alcorão e havia sido sentenciado também à pena de morte.

Os sete cristãos egípcios se encontram atualmente nos Estados Unidos. Eles são acusados de insultar a religião muçulmana e denigrir a unidade nacional.

Nos casos em que há crime de blasfêmia, em que a pena é máxima, os tribunais transferem a decisão para aprovação pelo máximo responsável islâmico.

O filme “A inocência dos muçulmanos” foi dirigido e produzido por Sam Bacile, um corretor imobiliário israelense-americano.

Além de Bacile, estão entre os condenados Moris Sadeq, advogado e fundador da Associação da Associação Copta em Washington; Nabil Adib Bisada, coordenador de comunicação de tal associação e Morqos Aziz, apresentador de programas religiosos nos EUA.

Curta-nos no Facebook

O vídeo foi publicado no YouTube representando Maomé de forma caricata. O filme de 13 minutos foi considerado uma ofensa aos muçulmanos, desencadeando uma onda de violência e causando a morte de pelos menos 30 pessoas.

Dentre as vítimas da violência, esteve o embaixador norte-americano Chris Stevens, que morreu depois de um ataque contra o consulado dos Estados Unidos em Benghazi.

  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
  • Wanderlei Silva no TUF Brasil...
Não Perca