The Christian Post > Mundo|Dom, 11 Nov. 2012 10:50 AM EST

Em Mianmar, a perseguição aos cristãos Chin é intensificada

Em 5 de setembro, a Organização de Direitos Humanos de Chin (CHRO, sigla em inglês) divulgou um relatório de 160 páginas intitulado "Ameaças à nossa existência: a perseguição aos cristãos étnicos Chin de Mianmar (antiga Birmânia)".

  • cruz

Em face às alegações do governo local de reformas profundas, o relatório expõe graves violações da liberdade religiosa em curso e abusos dos direitos humanos, tais como: trabalho forçado, tortura, estupro e outros tipos de tratamento cruel e desumano, que levaram milhares de cristãos Chin a fugirem de seu estado, lar de cerca de 500.000 deles. O documento também revelou violações do direito à liberdade de reunião religiosa, coerção para conversão ao budismo e a destruição de cruzes cristãs em Chin.

"O governo do presidente Thein Sein reivindica que a liberdade religiosa é protegida por lei, mas, na realidade, o budismo é tratado como a religião do Estado de fato", disse o diretor do Programa CHRO, Salai Ling. "As instituições do Estado e ministérios de anteriores regimes militares continuam a operar da mesma forma discriminatória ainda hoje. Infelizmente, poucas reformas chegaram ao Estado de Chin", concluiu.

 Fonte: Christian Solidarity Worldwide (CSW)

  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
  • Wanderlei Silva no TUF Brasil...
Não Perca