The Christian Post > Cotidiano|Qua, 3 Abr. 2013 11:39 AM EST

Estudante afirma ter sido estuprada por mesmo acusado que atacou casal americano

Crime teria acontecido em fevereiro deste ano, mas a jovem resolveu denunciar apenas nesta semana, após reconhecer o agressor pela TV

PorMaria Carolina Caiafa | Correspondente do The Christian Post

Uma estudante de turismo, de 18 anos, afirma ter sido estuprada pelos mesmos acusados de roubar e abusar de um casal americano em uma van na noite do último sábado (30) na zona sul do Rio de Janeiro (RJ). A jovem de classe média reconheceu pela televisão Jonathan Foudakis de Souza, de 20 anos, um dos criminosos identificados pelos estrangeiros. Ela fez a denuncia na terça-feira (2), na Delegacia Especial de Apoio ao Turismo (Deat), onde reconheceu o bandido e ajudou a fazer também o retrato falado do cúmplice - um menor - que está sendo procurado pela polícia.

  • Van Rio Internacional
    (Foto: Reprodução/Daily Mail)
    Caso de estrupo em van no Rio de Janeiro repercute negativamente na imprensa internacional
Related Topics

Segundo o O Globo, o crime teria acontecido em uma van no trajeto entre Lapa e Copacabana, itinerário inverso ao que pretendia fazer os americanos, por volta de 1 hora da madrugada no dia 13 de fevereiro, uma Quarta-Feira de Cinzas. Segundo a vítima, a voz de Jonathan xingando-a de “vagabunda” não saía de sua cabeça e ela ainda não tinha contado o caso para a família por vergonha. Essa foi a primeira vez que a garota pegou uma van.

Na madrugada de sábado, um casal de americanos foi atacado em uma van que não tem qualquer autorização para transportar passageiros. Eles entraram no transporte na famosa Avenida Nossa Senhora de Copacabana em direção à região boêmia Lapa. Logo depois, os bandidos pediram que os outros passageiros deixassem o veículo e seguiram com as vítimas.

No trajeto o turista foi espancado e sua namorada violentada sexualmente por dois homens. Da zona sul do Rio, a van seguiu para Niterói, na região metropolitana, onde os bandidos usaram cartões de crédito das vítimas para comprar bebidas num posto de gasolina e sacar dinheiro numa agência de banco. Depois, o grupo foi para São Gonçalo, quando embarcou o terceiro suspeito, que também estuprou a estrangeira.

Após estourarem o limite dos cartões de crédito do casal, os bandidos decidiram voltar a Copacabana e entraram no prédio onde os estrangeiros alugavam um apartamento. Eles obrigaram a mulher a pegar mais cartões, voltaram a São Gonçalo e fizeram novos saques. O casal foi liberado em Itaboraí, também na região metropolitana da cidade do Rio de Janeiro. Os bandidos usavam uma barra de ferro como arma.

O casal de turistas ficou cerca de 6 horas sob o poder dos bandidos. O caso repercutiu negativamente na imprensa internacional.

Curta-nos no Facebook

Até esta quarta-feira (3), três suspeitos já foram presos. Além de Jonathan, também estão detidos: Carlos Armando Costa dos Santos, de 21 anos, e Wallace Aparecido Souza Silva, de 22 anos.

O governador do RJ, Sérgio Cabral, prometeu rigor no combate aos criminosos: “Temos a obrigação de, em função de um fato tão chocante, mostrar que não há tolerância com esse tipo de crime num Estado democrático de direito. Quem cometeu esse crime será punido exemplarmente. O Executivo e o Judiciário devem dar esse exemplo”.

Na capital, Rio de Janeiro, a prefeitura reforçou também o combate ao transporte pirata desde a noite de segunda-feira (1o). No primeiro dia da ação (2), foram apreendidos 49 veículos em situação irregular, entre eles 34 vans e Kombis. A ação ocorreu no entorno da Rodoviária Novo Rio e na Zona Norte.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca