The Christian Post > Mundo|Ter, 22 Mai. 2012 08:49 AM EST

Estudiosa defende a cura pela fé, orações, na saúde pública

PorAmanda Gigliotti | Repórter do The Christian Post

Muitos cientistas são céticos para a cura pela fé. Já religiosos como os cristãos evangélicos, carismáticos e de outras denominações, acreditam no poder da cura por meio da oração. E isso já está sendo um caso que deve ser considerado pelos cientistas, segundo uma pesquisadora americana.

  • oração cristã
    (Foto: Reuters)
    Oração cristã.

Uma professora do Departamento de Estudos Religiosos da Universidade Indiana, nos Estados Unidos, Candy Gunther Brown, lançou um livro que defende a cura através de orações intitulado: “Testing Prayer”. Em entrevista ao Terra ela fala sobre a importância cada vez maior da implementação do sobrenatural para a melhora da saúde pública.

Brown, estudando curas através de orações critãs, testemunhou diversos casos de cura pela oração. Ela estudou grupos cristãos de cura como o Global Awakening, que atuam em diversos países, inclusive o Brasil.

Entre os casos que ela testemunhou estão pessoas do Brasil. Como por exemplo, ela cita uma mulher que vivia no Maranhão, que sofria de câncer do tórax e já havia sido desesperançada pelos médicos dois anos atrás. Como última opção, a mulher participou de uma sessão do Global Awakening e, depois de algumas horas de oração, ela se sentiu mais forte, e hoje em dia ela ainda vive e trabalha como radialista.

Outras pessoas, ela diz, eram pessoas que tinham problemas de visão ou audição e que foram curadas. A professora realizou testes com sua equipe para verificar a veracidade dos casos, e concluiu que tais pessoas realmente haviam obtido melhoras em seus problemas.

Outras religiões, ela afirma, que podem também oferecer efeitos através de orações, mas não sabe precisá-los e sugere que as práticas gerem diferentes efeitos. Segundo ela, não se pode pressupor que um tipo de prática religiosa seja tão boa quanto outra.

Curta-nos no Facebook

No caso em que as orações funcionassem em, por exemplo, campeonatos de futebol, muitos alegariam que isso acarretaria em um empate em cada jogo. Sobre isso, Brown diz que existe diferença nas orações quando é à distância quanto pessoalmente. Segundo ela, orações com encontro pessoal podem fazer diferença às orações.

Brown busca através de seu estudo tornar a saúde pública o melhor possível, demonstrando como maneiras eficazes de buscar a cura para problemas de saúde.

  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
  • Wanderlei Silva no TUF Brasil...
Não Perca