The Christian Post > Cristianismo|Seg, 3 Mar. 2014 07:30 AM EST

Estudioso diz que cristãos podem recusar trabalhar casamentos gays sem ser hipócritas

Alguns cristãos que trabalham para matrimônios têm evitado casamentos gays

PorLuciano Portela | Repórter do The Christian Post

Russell D. Moore, um estudioso do ramo da teologia constatou recentemente que indivíduos cristãos não podem ser tarjados de hipócritas ao não aceitarem colaborar com casamentos entre pessoas do mesmo sexo.

  • Casamento gay
    (Foto: Reuters)
    Casamento gay

O discurso do teólogo vem logo após as críticas de jornalistas que dizem que um casamento heterossexual pode apresentar pecados da mesma forma que um casamento não convencional, entre duas pessoas do mesmo sexo. Logo, quem critica um casamento gay é supostamente hipócrita, por não olhar sua própria relação.

Presidente de Ética e Comissão de Liberdade Religiosa da Convenção Batista do Sul dos EUA, Russell D. Moore escreveu um artigo em resposta direta aos jornalistas Jonathan Merritt e Kirsten Powers, que o criticaram por meio do jornal The Daily Beast.

Ao explicar o direito dos cristãos de dizerem o que pensa, Moore esclarece que o casamento entre heteossexuais é diferente dos homossexuais pela simples condição de um parceiro preencher ao outro, ou seja, um casal heterossexual tem mais condições de se ajustar por simplesmente completar ao outro.

Ele acrescenta ainda que casamentos heterossexuais só manifestam falha quando você pesquisa minuciosamente, o que está errado moralmente dentro da relação. No entanto, o casal perdura realmente como um casamento de verdade.

Já o casamento gay "não é diferente em termos de moralidade, mas em termos de realidade", segundo Moore. Para ele, a homossexualidade não é uma espécie de pecado sexual "totalmente diferente ou imperdoável", mas o cristianismo vê o casamento como algo complementar sexualmente, o que só ocorre entre um homem e uma mulher.

Curta-nos no Facebook

Casos de casais gays que procuram a ajuda de serviços de cristãos para suas cerimônias têm gerado polêmica na América do Norte. Recentemente, um confeiteiro cristão do Colorado, oeste dos Estados Unidos, se recusou a fazer um bolo para um casamento gay.

Ao receberem a recusa do bolo, Charlie Craig e David Mullins, casal que fez a encomenda do confeito decidiu abrir um processo contra a empresa Masterpiece Cakeshop, sob acusação de discriminação.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca