The Christian Post > Mundo|Qua, 9 Jul. 2014 10:20 AM EST

Evolução humana é questionada após descoberta de DNA antigo em esqueleto

Pesquisador aponta que um novo debate irá se abrir com a descoberta

PorHamlet Kim | Repórter do The Christian Post tradutor Alexandre Correia

DNA antigo, que foi descoberto em um esqueleto está lançando dúvidas a respeito das teorias anteriores sobre os humanos antigos, evolução e migração.

  • DNA
    (Foto: Reuters)
    Cadeia do composto Ácido Desoxirribonucleico, mais conhecido como DNA.

"Agora mesmo criamos um grande ponto de interrogação", disse o pesquisador Matthias Meyer, do Instituto Max Planck de Antropologia Evolutiva, na Alemanha, ao jornal The New York Times.

Alguns cientistas acreditam que a espécie primitiva viveu aproximadamente 400 mil anos atrás, durante o período de tempo do Pleistoceno Médio. O mais antigo fóssil humano encontrado anterior foi aproximadamente 100 mil anos.

"Estamos trabalhando já há algum tempo com a suposição que o DNA mais antigo que vamos receber é de cerca de 100 mil anos", afirmou Todd Disotell, professor de antropologia da Universidade de Nova York, ao portal Yahoo. "Podemos dar uma chance a algumas amostras mais antigas que nunca teriam nos incomodado no passado".

Os ossos foram encontrados em uma caverna que foi descoberta há mais de 30 anos e rendeu os restos mortais de 28 antigos humanos.

Pensava-se que os restos mortais eram parentes dos Neandertais, uma espécie de hominídeo antigo, mas depois que uma nova técnica de sequenciamento genético foi usada, a teoria tem sido posta em dúvida.

Curta-nos no Facebook

Os resultados, publicados em dezembro de 2013 na revista Nature, revelaram que os pesquisadores usaram um novo método para isolar o DNA de um osso da coxa. O DNA isolado dos fósseis recuperados indica que pode ter havido muito mais espécies de seres humanos antigos do que se pensava.

"É extremamente difícil de fazer sentido", explica Meyer. "Nós ainda estamos um pouco perdidos aqui".

Uma ideia que tem sido levantada é que os restos encontrados na caverna eram os ancestrais evolutivos de ambos, os Neandertais e Denisovians, outra antiga espécie de humanos.

As novas descobertas vêm poucas semanas depois de uma conferência de novembro sobre DNA antigo na Royal Society, que declarou os antigos humanos cruzaram com várias espécies de humanos antigos diferentes, incluindo o Homo erectus, segundo a Nature News.

Os pesquisadores também acham que, o Homo erectus, cujos fósseis poderiam remontar a alguns milhões de anos, tem o elo genético entre os humanos antigos e os modernos.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca