The Christian Post > Entretenimento|Sex, 16 Ago. 2013 10:25 AM EST

Ex-gay, cantor gospel é ‘desconvidado’ de concerto memorial a Martin Luther King

PorAmanda Gigliotti | Repórter do The Christian Post

Donnie McClurkin, um ex-gay e cantor gospel, que estava agendado para cantar no concerto memorial de Martin Luther King no último sábado, foi cortado do evento com a alegação de que isso poderia causar controvérsia.

  • Donnie McClurkin
    Donnie McClurkin ganhou o Grammy 2010 Grammy na categoria Melhor Performance Gospel.

Donnie, um artista gospel reconhecido internacionalmente, gravou um vídeo no Socialcam onde fala sobre o ‘desconvite’ feito por causa de “política”. Segundo ele, o pedido foi feito pelo prefeito, a Comissão de Artes e Humanidades e outros manifestantes.

“O prefeito de D.C. me desconvidou de participar de um concerto onde eu seria manchete hoje no Shopping (Nacional) de Washington em comemoração ao 50 ° aniversário do Movimento de Direitos Civis.”

“Ele me desconvidou apesar de eu ser considerado o principal do concerto, e anúncios circularam e as igrejas bem como a comunidade estavam preparados para aparecer com dezenas de milhares na (área) do Shopping de Washington.”

O cantor teria recebido uma ligação quando se dirigia para o aeroporto no noite anterior ao evento, avisando que ele não era “bem vindo” e que havia sido “desconvidado”.

A razão seria por causa da posição firme e publicamente declarada de Donnie sobre a sexualidade. Ele sofreu abusos sexuais na infância e lutou contra a atração por pessoas do mesmo sexo.

Curta-nos no Facebook

McClurkin diz que ele superou a homossexualidade pelo poder de Deus e acredita que Ele pode mudar a vida de outros também.

O escritório do prefeito afirmou que McClurkin foi quem decidiu não realizar a performance no evento, que iria apresentar música clássica sacra, hinos tradicionais, música gospel, entre outros.

O porta-voz de Gray disse ao Washington Post que a Comissão de Artes e Humanidades e a gestão de McClurkin decidiram que seria o melhor para ele se retirar porque o propósito do evento é reunir as pessoas.

O prefeito Gray disse que o propósito era de promover paz e harmonia.

Já a versão do pastor diz que os promotores ainda tentaram fazer com que sua apresentação continuasse no programa. Entretanto, “o gabinete do prefeito continuamente e de forma sistemática o desligou”, disse McClurkin.

McClurkin, que é pastor da Igreja Perfecting Faith, em New Jersey, afirmou que sente que seus direitos civis foram violados. Ele pede oração e promete que vai “regularizar a situação”.

“Haverá mais negociações sobre isso e eu não vou deixar passar isso dessa maneira”.

“Orem por mim para que eu vá mais longe em regularizar a situação e tentar assegurar que isso não aconteça a mais ninguém.”

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca