The Christian Post > Mundo|Sex, 9 Mai. 2014 07:56 AM EST

Ex-pastor rouba dinheiro da igreja com cartão de crédito e é condenado a quinze anos de prisão

O pastor Johnson também já foi acusado por roubar dinheiro de uma escola

PorLuciano Portela | Repórter do The Christian Post

Ao usar indevidamente o cartão de crédito na Igreja Metodista Episcopal St. Paul Christian, quando gastou cerca de 50 mil dólares da congregação, um ex-pastor foi condenado a cumprir quinze anos de prisão, conforme deliberado pela justiça da cidade de Chicago (EUA).

  • dinheiro
    (Foto: Organização/morguefile.com/archive)
    Moedas e notas de dólares.

Bernard Johnson, de 47 anos, que também foi pastor da igreja South Side de Chicago, declarou-se culpado de todas as acusações contra ele, apontada pelos promotores como crime de roubo em lugar de culto, de acordo com as informações divulgadas pelo jornal Chicago Tribune.

Conseguindo despistar todos os fiéis e administradores da igreja por um bom tempo, Johnson ainda levou um longo período para ser indiciado. Os gastos com cartão foram efetuados entre 2008 e 2010, e Johnson só foi chamado a prestar contas em 2013.

Para completar o histórico de envolvimento do ex-ministro com crimes, ele já apresentava antecedente, por também ser sentenciado à liberdade condicional no ano de 2009, quando roubou mais de US$ 43 mil de uma escola no Alabama, sul dos Estados Unidos.

Boa parte das despesas feitas pelo pastor envolviam gastos fúteis como passatempo para o pastor, ou gastos pessoais, bem distantes de qualquer investimento para a igreja.

A princípio, em 2008, o ex-pastor adquiriu um cartão de crédito Visa em nome da igreja, através do banco norte-americano Shore Bank, e passou a gastar com refeições em restaurantes caros e outras despesas com entretenimento pessoal no Alabama e em Chicago.

Curta-nos no Facebook

Na sequência, Johnson promoveu gastos ainda mais dispendiosos quando adquiriu um cartão da American Express, em nome da igreja novamente. Ele passou os anos de 2008 e 2009 viajando, inclusive em passeios com sua família, além de abusar de restaurantes, vestuário, aluguéis de carros e hotéis.

O ex-pastor havia recebido uma pena maior em sua sentença final. Entretanto, a juíza Maura Slattery concedeu uma redução por conta de serviços prestados à igreja.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca