Print CP Article

Ex-Presidente da UCC Divulga Divórcio em Andamento e Novo Relacionamento

Sun, Aug. 22, 2010 Posted: 06:26 PM EST


O ex-presidente da Igreja Unida de Cristo informou líderes da comunidade religiosa que ele e a sua esposa estão no processo de se divorciar. O reverendo John H. Thomas também admitiu que ele já possui uma relação com outra mulher, com a qual ele trabalhou em Cleveland, aonde o escritório nacional da UCC é localizado.

"Enquanto não é apropriado discutir detalhes desta questão publicamente, é importante que, como oficiais da igreja, respondamos com a verdade e esclarecimento quando perguntas ou preocupações são feitas," informou o Colegial de Oficiais da UCC esta semana depois que notícia do estado conjugal de Thomas se espalhou.

Com isso dito, o corpo de liderança de cinco pessoas expôs as responsabilidades de seus escritórios em circunstâncias que involvem o clero da UCC e garantem revisão situacional ou eclesiástica. A Associação Reserva Ocidental da Igreja e o Departamento de Ministério, por exemplo, examinariam as preocupações e revisariam a situação para determinar se o clero em questão deve ser autorizado no ministério. Os aspectos de emprego da UCC, entretanto, são manejados pelo escritório dos Serviços Comuns dos Recursos Humanos da UCC e depois pelos executivos e corpos governantes do empregador.

Enquanto o colegial - o qual dá liderança à UCC - disse que "eles apoiam os processos em andamento dentro da comunidade se e quando as circunstâncias garantem revisão situacional ou eclesiástica," mas não disse claramente qual tipo de revisão Thomas enfrentaria, se houver alguma.

Eles falaram, no entanto, que Thomas havia informado ao Departamento da Igreja e Ministério sobre o assunto com urgência.

Enquanto os colegiais não disseram quase nada, uma associação conservadora dentro da denominação não hesitou ao dizer que o antigo líder da UCC tinha de fato pecado e disse a ele que "se arrependesse e procurasse restauração."

A Associação da Testemunha Bíblica, um movimento dentro da UCC que procura a renovação e reformação da denominação, disse que ficaram entristecidos pela notícia do "relacionamento adúltero" de Thomas e a sua decisão de romper seu "pacto de casamento."

"Suas ações aprofundam a crise de integridade na UCC com consequências bem além da dissolução trágica da sua própria família," declarou a associação.

"A Igreja inteira é profundamente machucada quando nossos líderes falham em manter seus votos e se envolvem nessa forma de duplicidade," adicionaram eles. "Isso compromete a testemunha de todos nós no corpo de Cristo."

Thomas, que deixou sua posição no fim do seu termo em setembro de 2009, tinha servido durante 10 anos como ministro geral e presidente.

Durante o tempo de Thomas na direção, a UCC se tornou a primeira maior comunidade religiosa Cristã dos Estados Unidos à apoiar oficialmente casamentos do mesmo sexo. A sociedade da Igreja também testemunhou um "grande sagramento" no número de membros, o qual caiu de mais 6,000 em 2000 para mais ou menos 5,320 Igrejas em 2008 - o qual é o ano que têm o relatório anual mais recente.

"O Dr. Thomas era um campeão da legitimação religiosa à licença sexual e da redefinição do casamento," comentou a Associação da Testemunha Bíblica. "Agora parece que a sua agenda pode ter sido guiada por uma justificativa pessoal de seu próprio comportamento invés de qualquer convicção autêntica."

Depois de deixar sua posição setembro passado, Thomas arranjou um trabalho como professor visitando ministérios de Igreja e também virou um assistente especial do presidente do Seminário Teológico de Chicago, o qual é relacionado à UCC e onde ele ainda trabalha.

Devido às limitações presidenciais do termo, Thomas era inelegível para procurar reeleição no ano passado.

O presidente atual da comunidade religiosa e ministro geral é Reverendo Geoffrey A. Preto. O novo presidente tomou seu cargo abril passado – nove meses depois que foi eleito como líder da Igreja de 1.1 milhões de membros.

Joshua A. Goldberg


Copyright © Christianpost.com. All rights reserved.