The Christian Post > Cristianismo|Qui, 19 Abr. 2012 08:54 AM EST

Filipinos e chilenos são os povos que mais acreditam em Deus

PorAna Araújo | Repórter do The Christian Post

Um estudo americano divulgado na última quarta-feira, 18, mostrou que os povos que mais acreditam em Deus são os filipinos e os chilenos, onde a religião predominante ainda é a católica.

  • Igreja
    (Foto: REUTERS/Fiorenzo Maffi)
    Religiosos se reúnem em templos

A pesquisa foi desenvolvida pelo Instituto NORC, da universidade de Chicago, e se baseou em estudos internacionais realizados em trinta países em 1991, 1998 e 2008.

A análise concluiu que 94% dos filipinos "sempre" foram fiéis a Deus, seguidos pelos chilenos (88%) e americanos (81%). Já nas últimas posições aparecem os alemães da antiga Alemanha Oriental (13%) e os checos (20%).

Um alerta preocupante revelado no relatório é que a crença em Deus vem diminuindo no mundo, com exceção da Rússia, Eslovênia e Israel.

O país com o maior número de ateus é a antiga Alemanha Oriental, com 59% da população descrente, seguidos dos demais países escandinavos e integrantes do bloco comunista do leste europeu, com exceção da Polônia.

Estados Unidos, Israel e Chipre dividem a lista dos 5 países com maioria dos moradores crentes à Deus, em terceiro, quarto e quinto lugar respectivamente. A maioria dos países “com fé” são nações em desenvolvimento e com forte presença católica, segundo o relatório.

Curta-nos no Facebook

Outra conclusão do estudo é a maior presença da fé entre os idosos. Os que já passaram dos 68 anos acreditam na existência de Deus, enquanto esta porcentagem cai para 23% entre as pessoas entre as pessoas de 27 anos ou menos.

Já no Brasil, uma pesquisa realizada pela Instituição Ipsos em abril do ano passado mostrou que 84% dos brasileiros acreditam em Deus, e que 28% acreditam no paraíso e no inferno.

Outro dado interessante envolvendo os brasileiros religiosos revelado por uma pesquisa da Datafolha, divulgada no final de 2011, é que 59% dos brasileiros acreditam em Deus e na teoria de Darwin, ao mesmo tempo.

A teoria em questão é que o homem tenha sido desenvolvido ao longo de anos por um processo natural, e não criado por Deus, como diz a Bíblia.

Dos 41% restante, 8% acreditam que a criação do homem não teve interferência divina, e os demais acreditam na criação feita por Deus, há menos de 10 mil anos atrás.

  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
  • Wanderlei Silva no TUF Brasil...
Não Perca