The Christian Post > Entretenimento|Seg, 8 Set. 2014 06:24 AM EST

Filme de Angelina Jolie desaponta evangelista por omitir a fé cristã do protagonista

A produção narra história de atleta olímpico capturado por japoneses durante a 2ª Guerra

PorHamlet Kim | Repórter do The Christian Post tradutor Alexandre Correia

O evangelista Greg Laurie conheceu bem Louis Zamperini, herói da Segunda Guerra Mundial e ex-atleta olímpico, falecido no último dia 2 de julho. Por meio de entrevistas, os dois passaram tempo juntos, antes de Laurie dizer que ficou desapontado ao saber que o filme baseado na vida de Zamperini não vai incluir a história de sua fé em Jesus Cristo.

  • angelina
    (Foto: Reuters/Neil Hall)
    Angelina Jolie em sua primeira aparição pública na première do filme "World War Z", do marido Brad Pitt, após a dupla mastectomia preventiva à qual se submeteu no início de 2013. Em meados de maio, a atriz explicou, em um artigo no The New York Times, os motivos que a levaram realizar as cirurgias.

O filme da Universal Pictures é dirigido por Angelina Jolie, seu terceiro filme como diretora, e está programado para lançamento nos EUA durante o dia de Natal. No entanto, a ausência da jornada espiritual de Zamperini foi criticada, por não seguir o livro Invencível - Uma história de sobrevivência, resistência e redenção”. A obra lançada no Brasil em 2012, e escrita por Laura Hillenbrand, inspirou a história do longa-metragem.

“Estou desapontado que a diretora [Angelina] Jolie optou por deixar essa parte vital e essencial da vida de Louis Zamperini fora deste filme tão esperado”, diz Laurie, que é talvez mais conhecido por liderar as Harvest Cruzades (um mega evento evangelístico nos EUA).

Ele ainda relatou ao The Christian Post recentemente: “Para mim, a parte mais incrível de sua história não é apenas ele sobreviver às agressões incompreensíveis no campo de prisioneiros japonês, ou ter ficado à deriva no mar por mais de 47 dias. Foi o fato de que Louis se tornou capaz, por conta de sua recente conversão à fé cristã, de voltar ao Japão para os próprios guardas que o maltrataram e perdoá-los, bem como falar a eles de Jesus Cristo”.

Laurie disse que foi um privilégio passar um tempo com Louis e publicamente e “ouvir sua história de vida incrível de novo e de novo”.

“Sua retenção de memória e atenção aos detalhes eram simplesmente notáveis”, disse ele.

Curta-nos no Facebook

Quando perguntado pelo CP se era mesmo possível contar a história de Zamperini, sem mostrar sua entrega a Cristo, Laurie disse que a história poderia ser contada, mas o filme não estaria completo.

“O fato é que, se Louis Zamperini não tivesse conhecido Jesus Cristo, em uma [conhecida nos EUA, como] Cruzada de Billy Graham, sua história poderia ter terminado de maneira muito diferente”, explicou Laurie.

“Sofrendo de grave TEPT (transtorno de estresse pós-traumático) e mergulhando no alcoolismo, Louis poderia facilmente ter morrido”.

“Mas sua vida mudou. Ele foi, como ele me disse pessoalmente, ‘instantaneamente curado do seu TEPT’”, assim como da sua dependência de álcool. Quando entrevistei Louis na frente de mais de 45 mil pessoas no Dodger Stadium, ele estava muito mais interessado em falar sobre sua conversão durante a 23ª Cruzada de Billy Graham, do que das suas façanhas incríveis. Louis Zamperini usou sua história como uma ponte para contar a "maior história já contada", a história de Jesus Cristo ".

Laurie disse que ainda está ansioso para ver a adaptação em filme do livro Invencível.

"Talvez nós, como crentes poderíamos usar [o filme] como um trampolim para contar o resto da história surpreendente de Louis Zamperini, que culminou com a sua conversão e da dedicação do resto de sua vida a contar aos outros sobre Jesus", disse ele. "Louis é um verdadeiro herói americano e um seguidor compromissado com Jesus. Ele correu sua corrida bem, não só nos Jogos Olímpicos de 1936, mas também na vida. Sem dúvida, ele já ouviu o Senhor dizer: ‘Muito bem, servo bom e fiel’”.

Embora a história de conversão de Zamperini é deixada de fora, existem algumas referências à fé destacadas no trailer do filme, como um pastor pregando a um jovem Zamperini: “Não importa quão escuro seja, quão fracas as nossas esperanças, a luz sempre virá após as trevas”, diz o ministro no filme.

"Pode ser um grande filme", disse o crítico de mídia cristã Ted Baehr, mas não sem a história de sua "libertação espiritual", que é tão importante quanto a sua libertação do cativeiro físico.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca