The Christian Post > Cristianismo > Jovens|Ter, 25 Mai. 2010 01:13 AM EST

O Fundador do Judeus por Jesus Falece aos 78 Anos

PorJoshua A. Goldberg | Christian Post Reporter tradutor Mateus Eduardo Joanes Gomes

O fundador do Judeus por Jesus faleceu na quarta-feira , deixando uma mensagem pré-escrita aos membros do ministério.

  • Jews
    (Foto: Jews for Jesus)
    Moishe Rosen, fundador do Jews for Jesus

Na carta postada no website do Judeus por Jesus após sua morte, Moishe Rosen encorajou os membros do Judeus por Jesus a permanecer com o ministério, especialmente, nesse momento em que estão “às margens de um acontecimento no evangelismo dos judeus”.

“Só mais um pouco. Só mais um passo. Só mais uma alma – e alcançaremos a massa crítica onde começamos a gerar aquela energia em que o mundo todo possa conhecer o Senhor”, escreveu Rosen, que estava com 78 quando faleceu na quarta-feira após uma luta acirrada contra o câncer de próstata.

Filho de imigrantes judeus da Europa Oriental, Rosen começou a crer em Jesus aos 21 anos de idade e sentiu um chamado para ministério logo em seguida.

Em setembro de 1973, Rosen fundou o Judeus por Jesus e, até 1996, serviu como o primeiro diretor executivo da organização.

“Moishe Rosen tinha uma grande influência no campo de missões judaicas, na Igreja e em tantas pessoas que têm buscado servir a Deus através de tornar o evangelho conhecido”, comentou o diretor executivo atual da organização, David Brickner.

Curta-nos no Facebook

“Moishe Rosen encabeçou a revigorante realização de que uma pessoa pode ser um Judeu por Jesus e ainda manter sua herança cultural”, disse o Dr. Mark Bailey, presidente do Seminário Teológico Dallas.

Além de Judeus por Jesus, Rosen era o responsável por treinar um número significativo de homens e ulheres que são líderes no campo de missões judaicas nos dias atuais, muitos dos quais Diretores Executivos de outras agências missionárias.

Rosen também era consultor especial do grupo de estudo sobre como alcançar pessoas judias, do Comitê Lausanne sobre Evangelização no Mundo, que se reuniu em Pattaya, na Tailândia em 1980, e era um dos líderes fundadores da organização que o grupo gerou – A Consultoria Lausanne sobre Evangelismo Judaico, um grupo coordenador para agências missionárias judaicas em todo o mundo.

Rosen também foi autor de diversos livros neste campo.

“Nos tempos modernos, ninguém liderou modos tão criativos e eficientes de ganhar pessoas judias para Cristo como nosso irmão”, constatou o Dr. David Larsen, professor emérito de pregação na Escola Trinity Evangelical Divinity.

Em suas observações finais, Rosen expressou quão preocupado estava pelo apoio que alguns crentes estavam dando aos esforços de rabinos que “francamente, não apenas não conhecem a Cristo, também como não querem conhecê-lo”.

“Eu vos exortaria a pensar muito seriamente antes de apoiarem qualquer ‘ministério’ que envolva o povo judeu e que na verdade não traga o evangelho para os judeus”, escreveu Rosen aos membros do Judeus por Jesus.

Ele também expressou seu desapontamento por judeus que acreditam em Jesus que “sentem que seu propósito primeiro é promover o ser judeu e o judaísmo aos judeus”.

“Eu tenho esperança que possa contar com vocês para mostrar o amor e o respeito ao povo judeu, mas o ser judeu nunca salvou ninguém”, Rosen constatou. “O judaísmo nunca salvou ninguém, não importa o quão sincero”.

Apesar de Rosen também deixar claro deu desacordo com algumas das decisões tomadas pela liderança de sua organização depois que ele deixou a diretoria executiva, em 1996, ele disse que o centro do motivo da existência do ministério ainda é o principal.

Ele também disse que o ministério tem estado em mãos competentes por muitos anos e exortou os membros do ministério a encorajar a liderança.

“O diretor executivo e a equipe precisam ouvir que vocês pretendem continuar firmes conosco”, escreveu.

Em lugar de flores, a família de Rosen encorajou os que desejam fazer o bem a trazer presentes ao Judeus por Jesus como honra a Rosen.

Moishe Rosen deixou sua esposa de sessenta anos, seu irmão Don, sua filha, Lyn Bond e o marido dela, Alan, a filha deles Ruth Rosen e dois netos, Asher e Bethany Bond.

Um culto memorial especial foi marcado para o dia 1º de junho na Primeira Igreja Batista, em São Francisco, cidade que a base do Judeus por Jesus.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca