The Christian Post > Política|Sab, 12 Jun. 2010 14:19 PM EST

Governador da Flórida Veta Projeto de Lei Pró-Vida

PorNathan Black | Repórter do Christian Post tradutor Amanda Gigliotti

O Republicano que se tornou independente, cujo site da campanha não mais contém uma posição forte contra aborto, disse que a medida coloca uma “carga inadequada” na mulher.

  • gov-charlie-crist
    (Foto: AP Images / Michael Spooneybarger)
    Governador da Flórida Charlie Crist fala para a mídia na Praia de Pensacola, Flórida, em 5 de junho de 2010.

“Os indivíduos possuem fortes pontos de vista pessoais sobre a questão da vida, como eu,” afirmou Crist em sua carta do veto. “Contudo, os pontos de vista pessoais não devem resultar em leis que se expandem de maneira imprudente o papel do governo e coagem as pessoas a obterem testes médicos ou procedimentos que não são medicamente necessários.

“Neste caso, tal ação viola o direito de privacidade da mulher.”

Grupos Pró-Vida fizeram tentativas no último minuto para ver a legislação marco, que proíbe os fundos federais de aborto e dá à mulher que busca o aborto a oportunidade de ver um ultrassom, ser aprovada. Apoiadores do projeto de lei mobilizaram-se para contatar Crist esta semana para assinar a medida dentro da lei.

“O projeto de lei provê informações valiosas para a mulher enfrentar a difícil decisão sobre a sua gravidez,” afirmou um email de apelo, esboçado pela empresa legal de Chistian, a Liberty Counsel. “O projeto de lei também proíbe o uso da minha taxa de imposto para fundos de aborto e expressa o desejo de que a Flórida opte por retirar sua participação do plano de saúde federal.”

O Conselho da Política Familiar da Flórida também deu impulso a uma campanha agressiva esta semana para educar cidadãos da Flórida e fizeram todo o possível no lobby a favor do projeto.

Curta-nos no Facebook

Apesar dos esforços, Crist concluiu que a decisão da mulher para acabar com a gravidez é constitucionalmente protegida e que tal medida como HB 1143 não pode mudar corações.

A União das Liberdades Civis Americanas aplaudiu a decisão de Crist, chamando o veto uma vitória para os direitos da mulher, privacidade e cuidados da saúde.

"Se HB 1143 tivesse tornado-se lei, inúmeras mulheres Florida não teriam sido capaz de comprar um seguro de saúde que abrange a assistência ao aborto, mesmo com seu próprio dinheiro, e mesmo que não receberiam qualquer subsídio do governo para comprar o seu seguro", disse Courtenay Strickland, diretor da Políticas Públicas na ACLU da Flórida.

Mas, para o Pró-Vida, o veto significa a perda de milhares de bebês.

Crist concorreu para governador em 2006 como um candidato Pró-Vida. Em 1998, ele foi Pró-Escolha. Ele está atualmente em execução para o Senado dos EUA.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca