The Christian Post > Política|Seg, 28 Jun. 2010 17:29 PM EST

Governadores da Costa do Golfo e Dia de Oração

PorJennifer Riley | Repórter do Christian Post tradutor Ana Cristina Botelho

Quatro governadores da Costa do Golfo proclamaram domingo ser um dia de oração para aqueles afetados pelo maior derramamento de óleo da história americana, e para uma solução para parar de jorrar o petróleo no Golfo do México.

  • Oil Golf
    (Foto: AP /Montgomery Advertiser, Lloyd Gallan)
    Área do altar na Igreja Batista Taylor Road está cheia, enquanto Andy Hepburn, da esquerda, pastor, conduz a oração sobre o derrame de petróleo na costa do Golfo, durante seu serviço pela manhã de domingo, 27 de junho de 2010, na Igreja em Montgomery, Alabama.

Os governadores dos Estados do Alabama, Louisiana, Mississippi, e do Texas enfatizaram que o derramamento de petróleo da BP, no Golfo do México, não foi interrompido por mais de dois meses após a explosão de uma sonda de perfuração da Deepwater Horizon, que matou 11 homens.

"Ao longo da nossa história, cidadãos do Alabama têm, humildemente, se voltado para Deus para pedir Suas bênçãos e manterem-se firmes em tempos de luta. Este é certamente um desses momentos, " disse o Governador do Alabama, Bob Riley, em um comunicado.

Riley se juntou a outros governadores, exortando a população a orar pelos seus demais residentes e os colegas de outros Estados afetados pelo vazamento, para aqueles respondendo à crise, e por uma solução para fazer parar o vazamento de óleo.

Mais de 90 milhões de galões de petróleo bruto têm sido jorrado no Golfo do México desde a explosão da plataforma de perfuração, em 20 de abril. O derrame de petróleo tem posto em perigo a vida selvagem, fechado praias, e ameaçado a pesca e a indústria do turismo ao longo da costa.

"O derramamento de petróleo em Deepwater Horizon já teve um efeito profundo sobre a Louisiana, sua costa, seu povo e o jeito Louisiana de vida," declarou o Governador Bobby Jindal da Louisiana, em seu anúncio no dia da oração.

Curta-nos no Facebook

Jindal observou o derramamento de petróleo teve um efeito adverso sobre as aves do Estado, o pelicano marrom, que foi, recentemente, removido da lista de espécies ameaçadas de extinção.

O Governador do Texas, Rick Perry, entretanto, disse que os texanos devem unir seus compatriotas residentes da Costa do Golfo para "agradecer a Deus, buscar a Sua sabedoria para nós e nossos líderes, e pedir-lhe a sua intervenção misericordiosa e Sua cura neste tempo de crise."

"Ao longo da nossa história, tanto como Estado e como indivíduos, os texanos foram fortalecidos, confiantes e elevados por meio da oração," disse Perry em seu pronunciamento. "A oração proporciona paz e orientação em tempos de crise e conflito, e nos lembra da garantia de conforto do amor de Deus para todos nós.”

O pastor Bob Simmons da Igreja da Nova Aliança de Foley, em Foley, Alabama, disse que ele vê o jorro de petróleo bruto chegando à costa do Alabama.
"Nós vimos [furacões] Frederic, Ivan e Katrina vir e irem," Simmons disse em uma reportagem pela Igreja do Pacto Evangélica (Evangelical Covenant Church), “mas o potencial deste desastre provocado pelo homem tem o potencial de ser muito mais devastador do que todos os outros."

O Presidente Obama chamou o derramamento de petróleo da Costa do Golfo, o pior desastre ambiental que a América já enfrentou.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca