The Christian Post > Cristianismo > Jovens|Sab, 9 Jul. 2011 17:39 PM EST

Há 60 Milhões de Internautas no Brasil e Cristãos Não Pregam o Evangelho

PorAlan César Correa | Correspondente do The Christian Post

Segundo pesquisa divulgada nessa semana pelo IBOP, o Brasil tem quase 60 milhões de internautas, com 55,5 milhões de pessoas com acesso domiciliar.

  • internet
    (Foto: Reuters)
    Segundo pesquisa divulgada nessa semana pelo IBOP, o Brasil tem quase 60 milhões de internautas, com 55,5 milhões de pessoas com acesso domiciliar.

Em meio a esses milhares uma porção considerável é composta por internautas cristãos.

Apesar dos números da Internet, o pastor e diretor da Sociedade Missionária HeartCry, Paul David Washer, conhecido no Brasil pelos seus diversos vídeos legendados no YouTube, fala sobre a necessidade urgente de sair e pregar o verdadeiro Evangelho ao mundo.

Paul Washer em um vídeo divulgado na rede recentemente, diz “Eu não faço parte da geração de blogs...e internet”, e critica os Cristãos por condicionarem a pregação do Evangelho a blogs e sites da internet.

“Ver todos esses jovens blogando, e brigando sobre assuntos teológicos, de forma que a maioria deles ainda não viveu o suficiente para ao menos, saber ou experimentar o que estão falando”.

O número de usuários Cristãos no Brasil, ainda é um número difícil de mensurar, mas para se ter uma idéia, só no Twitter de Aline Barros, um dos Twitters com mais seguidores no meio gospel, existem mais de 300 mil seguidores. Isso prova que são muitos os evangélicos que estão na Internet.

Curta-nos no Facebook

No Brasil, os jovens cristãos marcam presença em redes sociais como Facebook, Twitter e até o Google +. Mas não é só em redes sociais que eles estão, eles também escolheram os blogs como um caminho para mostrar seus pensamentos, publicar seus próprios artigos e notícias, dizer o que pensa, e interagir com outros milhares de internautas como eles.

Existem milhares de milhares de blogs com perfis evangélicos na rede, e para o missionário Washer esse talento é um enorme desperdício.

“A gente senta lá e enche a internet com esse tipo de coisa, enquanto existem literalmente, bilhões de pessoas que não ouviram o Evangelho”.

Paul Washer trabalha a idéia de que esses bilhões de pessoas que existem no mundo os quais ainda carecem de ouvir o Evangelho não serão alcançados pela internet. Ele exorta para que o tempo dos jovens não seja investido para serem famosos na internet.

“Provavelmente esse não é o seu tempo de escrever um livro e mudar o mundo, ou ter um blog que recebe visitas de todas as partes do planeta”.

“Esse é um tempo de você se preparar para ser um homem de Deus”.

Para o missionário e pastor da primeira Batista de Muscle Shoals, os jovens tem gastado muito tempo em internet e pouco tempo em oração, ele faz um desafio para esses jovens de “estarem a sós com Deus até que Ele derrame o seu Espírito em você e te faça um servo útil”.

Washer diz que há uma necessidade tremenda, e “Deus conseguirá sem você, mas isso seria uma perda”. “Que tamanha perda de alegria”, diz ele convidando os Cristãos para uma vida de verdadeiro sacrifício.

“Saia com a sua vida e pregue o Evangelho para as nações que não conhecem a Cristo.”

“Eu te convido para uma vida de alegria sem igual e cheia de glória”.

Paul Washer reconhece o potencial que existe nos Jovens, assim como Apóstolo Paulo reconheceu potencial em um jovem chamado Timóteo, e por isso pede para que o Jovens, saiam da internet, abram mão de querer ser conhecido nesse mundo, mas “que apenas o céu e o inferno saibam seu nome, Deus porque Ele te ama...e o inferno porque ele te odeia”.

“Vá a algum lugar onde John Macarthur e John Piper não estejam...e pregue o Evangelho, e orem e intercedam”.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca