The Christian Post > Política|Ter, 5 Fev. 2013 17:08 PM EST

Henrique Alves é eleito presidente da Câmara dos Deputados

PorAdriano Silveira | Correspondente do The Christian Post

O deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) substitui Marco Maia (PT-RS) na presidência da Câmara, em Brasília, em eleição vencida com 271 votos.

No discurso de posse, nesta segunda-feira (4), ele defendeu a independência do Poder Legislativo e afirmou que não faltará respeito aos demais Poderes, mas que “o Poder que representa o povo brasileiro na sua mais sincera legitimidade é essa Casa aqui".

Ele fica no cargo até fevereiro de 2015. Com a escolha do peemedebista Renan Calheiros para presidência do Senado, na última sexta-feira, o PMDB comandará tanto o Senado como a Câmara nos próximos dois anos.

Líder da bancada do PMDB durante seis mandatos, Henrique Alves citou a lealdade ao seu partido e contou sua história de vida. Ele lembrou o tempo que está na casa, foram 42 anos ao total.

O peemedebista falou ainda como foi sua trajetória política e as dificuldades que a família enfrentou durante a ditadura militar: “Eu sei o que tive de passar para estar aqui, eu sei o medo que tive de superar para chegar aqui”, disse.

Henrique Eduardo Alves tem 64 anos e nasceu no Rio de Janeiro, mas se tornou deputado federal por 11 mandatos sempre representando o Rio Grande do Norte. A candidatura de Henrique Alves para a presidência da Câmara foi resultado de um acordo político entre PT e PMDB e contou com a concordância de Dilma Rousseff.

Curta-nos no Facebook

O Palácio do Planalto aceitou que o PMDB reinasse no Congresso em nome da manutenção da aliança fiel com o governo, acordo esse que foi fundamental para o ex-presidente Lula. Por este motivo que as sucessivas denúncias contra Henrique Alves não abalaram as estruturas de sua campanha.

Em uma delas, ele foi acusado de destinar parte do dinheiro de suas emendas para bancar obras realizadas pela empresa de um ex-assessor, Aloizio Dutra de Almeida, em municípios do Rio Grande do Norte.

No mês passado, Aloizio pediu demissão depois de 13 anos de serviços no gabinete de Alves. Após isso, Henrique Alves teria sido suspeito de lotear cargos no Ministério da Previdência, de locar veículos de uma empresa de fachada em nome de uma laranja e de fazer lobby para conseguir furar a fila da Comissão da Anistia para beneficiar aliados políticos.

  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
  • Wanderlei Silva no TUF Brasil...
Não Perca