The Christian Post > Tecnologia|Ter, 29 Jun. 2010 03:27 AM EST

Igreja Metodista Anula Aviso Contra o Seminário

PorLillian Kwon | Christian Post Reporter tradutor Amanda Gigliotti

A Igreja Metodista anulou seu aviso contra o Seminário da Carolina do Sul.

  • Claremont School
    (Foto: Serviço de Notícias da Metodista Unida)
    A Escola Teológica de Claremont, no Sul da Califórnia, mantém sua filiação com a Igreja Metodista Unida.

A Escola Teológica de Claremont foi colocada em aviso público, no início deste ano, para reorientação de suas missões para oferecer treinamento clerical não somente aos Cristãos, mas também aos Muçulmanos, Judeus e, eventualmente, àqueles de outras crenças.

Fundos para a escola filiada à UMC foram suspensos, em fevereiro, enquanto uma revisão institucional ocorreu.

O Senado Universitário da UMC – corpo de sanção que determina que as escolas cumpram os critérios para incluir instituições filiadas à UMC – decidiu semana passada que a Claremont irá manter sua filiação denominacional e que os fundos embargados serão reintegrados. O anúncio foi feito sexta-feira.

“Nós estamos extremamente satisfeitos que o Senado Universitário afirmou a nossa Escola e nossa Missão,” disse o Presidente Claremont, o Rev. Dr. Jerry D. Campbell.

“Eu penso que a revisão que veio, em primeiro lugar, foi porque mais pessoas ficaram preocupadas que nós estaríamos tornando o Seminário relacionado à Unidade Metodista em algo bem diferente,” acrescentou. “Mas nós fomos capazes de mostrar ao comitê de revisão que nós não temos esse plano.”

Curta-nos no Facebook

Campbell anunciou, oficialmente, ao público no começo deste mês que a Claremont iria estabelecer uma Universidade multi-religiosa, separada da Escola de Teologia. Sob o Projeto Universidade, a Claremont fez parceria com as Escolas Muçulmanas e Judaicas para oferecer aos estudantes, aulas compartilhadas iniciando neste outono. O novo esforço visa promover a cooperação e o entendimento inter-religioso. Estudantes irão ser treinados em suas tradições, mas terão também a oportunidade de aprender de outras crenças nas respectivas escolas.

Seguido do anúncio, preocupações começaram a crescer, de que a Escola Metodista estava comprometendo o Cristianismo.

O evangélico proeminente Dr. R. Albert Mohler, Jr., que é presidente do Seminário Teológico Batista do Sul, em Louisville, Kentucky, denunciou o novo projeto da Escola como um outro passo ao longo da progressão esquerda, determinada décadas atrás.

“O Protestantismo Liberal um tempo atrás, cresceu envergonhado pelas reivindicações exclusivas do Cristianismo Bíblico e a fé histórica cristã,” disse Mohler em um comentário. “Adotando reconstruções inclusivistas e pluralistas de fé, os teólogos e as Escolas Teológicas têm pressionado as margens por mais de um século, agora. Dado essa trajetória, um seminário teológico multi-religiosos era uma inevitabilidade – a única questão seria quando e onde isso iria acontecer.”

Em uma tentativa de esclarecer os equívocos, a Claremont manteve que eles não estão diluindo Cristianismo, mas antes, tomando os mandamentos de Cristo para serem pacificadores e para amarem nosso próximo como nós mesmos, seriamente.”

“Se você vem aqui como Metodista Unida, nós acreditamos que irá sair daqui como um grande sábio da Metodista Unida, alguém que entende seus vizinhos, que na Califórnia e grande parte do mundo é uma mistura multicultural e multi-religiosa."

A Escola Metodista ressaltou, ainda, que os alunos não serão convidados para "verificar suas crenças na porta."

"Pelo contrário, estamos, simplesmente, pedindo a eles para mostrar o respeito, honra e amor uns com os outros, apesar de suas diferenças, a fim de aprender a trabalhar juntos para resolver os problemas do mundo. Isto se encaixa bem com as tradições de cada grupo de fé de amar o próximo e praticar a Regra de Ouro."

A escola acrescentou: "Temos que desenvolver novas maneiras de ser Cristão, e educar os líderes cristãos, para um ambiente global e migratório muito diferente."

Durante a inspeção no local pelo Senado Metodista, Campbell manteve-se otimista de que a escola iria resolver as coisas com a denominação. Ainda assim, receber a notícia de que seus laços com a UMC permaneceriam como veio, foi como "um grande alívio" para Campbell.

A Escola Teológica de Claremont diz que vai continuar a educar os líderes cristãos para o serviço da Igreja, da academia e do mundo. Ao mesmo tempo, sua nova "evolução da Universidade" dá as boas vindas e abraça adeptos de outras religiões ao seu corpo docente, funcionários e corpo discente e refletem o contexto "multir-religioso do mundo de hoje."

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca