The Christian Post > Cristianismo|Qui, 30 Ago. 2012 04:25 AM EST

‘Igrejas deixem as diferenças de lado’, clama autor cristão que propõe 'Nova Reforma Protestante'

“Eu quero uma Igreja – Uma Nova Reforma Protestante” - Parte 2

PorAndrea Madambashi | Repórter do The Christian Post

O autor de “Eu quero uma igreja – Uma Nova Reforma Protestante” clama aos cristãos que deixem as diferenças entre eles e entre denominações de lado. Em seu livro ele fala de um modelo de igreja interdenominacional, alegando que Jesus viveu as diferenças quando entrou e pregou nas sinagogas dos fariseus.

  • Ádryan
    (Foto: Arquivo Pessoal)
    Ádryan Krysnamurt Edin da Luz, autor do livro "Eu quero uma igreja - Reforma Protestante".

“Jesus também superou com amor os samaritanos que odiavam os judeus”.

Ádryan Krysnamurt Edin da Luz, líder do movimento Eu quero uma Igreja que reúne cristãos de várias denominações e lugares do mundo a cultuar em unidade online, explica isso na ótica do amor e da comunhão.

“A ideia de que vamos partilhar de um mesmo céu e de um só Deus por toda eternidade, deixa claro que, questões como: ‘Eu não vou lá, porque sou isso ou aquilo!’, e, ‘só minha igreja está certa’, ora, a grande maioria se diz certa, então caro leitor, você deve convir comigo que alguém tá certo e alguém tá errado!”

Mas, o mais importante é “devemos obedecer a Palavra de Deus e respeitar nossos irmãos, nossas diferenças, sabendo que só há um Justo Juiz.”

O autor observa, entretanto que, a unidade de que ele fala se trata dos que “obedecem a Palavra de Deus e foram convertidos”, e não da unificação de todas as religiões, pois isso é, segundo ele, “para o Anticristo e sua falsa paz”.

Curta-nos no Facebook

“Falo na paz que só Jesus traz à sua igreja. Existem duas unidades, uma falsa, que é o ecumenismo, e uma verdadeira, quando Jesus rogou ao Pai, para que fossemos um como Eles são Um”.

Segundo Ádryan acredita, o sonho dado por Deus para este movimento, foi da mesma maneira que Deus levantou homens para pregar o Evangelho com liberdade fora do sistema religioso.

Como exemplos desses homens, ele cita alguns, iniciando pelos próprios discípulos de Jesus, passando por Paulo, e indo para uma direção progressiva para o tempo atual, ele cita, Policarpo, Agostinho, Constantino, Martinho Lutero, Calvino, o reverendo Moody, Billy Graham, entre outros. No Brasil ele cita os polêmicos Valdemiro Santiago e Edir Macedo, além de Pastor Silas Malafaia que, segundo ele, está se expandindo mais como um líder interdenominacional, bem como o seu amigo Pastor Jabes de Alencar.

“Deus sempre levanta homens pra pregação do evangelho; certos em muitas coisas, errados em algumas.”

“Pois onde há homem, há falha, há sistema humano, há convenções, há problemas gravíssimos, e o velho farisaísmo que insiste em penetrar nossas liturgias, e até dogmas, doutrinas e tudo mais; mas, como eu disse anteriormente, Deus sempre tem os seus escolhidos para iluminarem em tempos de trevas, e pregarem o genuíno evangelho.”

O problema, ele ressalta, é que, em meio a tantas nomenclaturas, grupos, células, igrejas, denominações, divisões pacíficas ou oriundas de dissensões, falta uma igreja pra muitos congregarem e concordarem.

“Pois como participaremos de uma ceia, como cultuaremos em comunhão, se não comungamos das mesmas interpretações, ou gostos como está bem explicado pelo apóstolo Paulo em Romanos quatorze?”

“Este clamor, eu quero uma igreja, nasceu através do Espírito Santo no meu coração, e no coração de milhões e milhões de cristãos espalhados no mundo, em busca do que o salmista Davi falou tão diretamente: ‘Pastos verdejantes e águas tranquilas!’”

Assim, a igreja pode ser também “quando nos reunimos em dois ou três na casa de alguém, na praça, ou em qualquer lugar, como na internet, por exemplo; é uma igreja naquele momento.”

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca