The Christian Post > Política|Seg, 18 Mar. 2013 11:49 AM EST

Jean Wyllys nega atacar cristãos e chama ‘homens de Deus’ de mentirosos

PorGiana Guterres | Correspondente do The Christian Post

Na última quinta-feira, 14 de março, o deputado postou um texto em sua coluna com o objetivo de se defender de atacar cristãos. No artigo, ele diz que se levantaram difamadores contra o seu trabalho e acusa “homens de Deus” de inventarem mentiras contra ele. A polêmica acontece após a eleição do deputado pastor Marco Feliciano para a Comissão de Direitos Humanos e Minorias.

  • jean-wyllys
    (Foto: Divulgação)
    Deputado e ex-BBB, Jean Wyllys, do Partido Socialista.

O debate começou após uma suposta notícia do Jornal do Brasil em que o deputado Jean Wyllys estaria criticando os evangélicos. Durante uma entrevista à TV Câmara, em 2011, Jean falou que o casamento homoafetivo não pode ir a plebiscito pelo fato da população brasileira não ser bem informada.

Acusado de incitar o preconceito contra cristãos, ele se manifestou em sua coluna no site IG. “Mais uma vez se levantam difamadores contumazes com suas mentiras, que jamais são provadas, para colocar a população contra a luta pelos direitos humanos de grupos historicamente difamados”, escreveu.

“Não me espanta que criminosos (difamação é crime), disfarçados de “homens de Deus”, criem essas mentiras. Quando me referi a quem me ameaçou de morte como “fanático e doente”, por ter expressado seu fanatismo religioso em suas ameaças, muitos difamadores aproveitaram a oportunidade para dizer que isto se refere a todos os cristãos, abusando da inocência de quem em neles acredita. Espanta-me que exista gente disposta a acreditar e compartilhar, sem sequer procurar a fonte do que eu supostamente disse, e fazendo todas as afirmações possíveis sobre tudo o que jamais foi dito”, acrescentou.

Ele conquistou a antipatia de evangélicos – com declarações contra cristãos conhecidos, entre eles pastores Silas Malafaia e Marco Feliciano e a psicóloga Marisa Lobo - mas também de católicos quando criticou a postura de líderes como o papa emérito Bento XVI contra o casamento homoafetivo.

Ativistas gays e cristãos estão debatendo nas redes sociais desde a escolha do deputado Marco Feliciano. “Sabia q Jean Wyllys ofendeu os cristãos e declarou guerra?”, postou Silas Malafaia em seu Twitter. Já Marisa Lobo, escreveu no microblog: “O Dep @jeanwyllys_real está me ameaçando com cadeia? por estar divulgando um vídeo de 1 entrevista sua q diz claramente q somos ignorantes?"

Curta-nos no Facebook

Apesar de negar ofensa aos cristãos e frases atribuídas a ele, Jean Wyllys, fez diversas declarações em suas redes sociais. “A indignação pela tomada da CDHM por fundamentalistas homofóbicos, racistas e exploradores mercantis da fé não é só minha: é de quase todos!" postou.

“O jogo sujo que eles vêm fazendo, graças ao dinheiro obtido com a exploração mercantil da fé dos pobres, tem o objetivo claro de calar”, escreveu ainda. “Além de me caluniar descaradamente, ganhando adesão acrítica e cega dos que lhe dizem 'amém', o criminoso faz uso indevido do nome da CBN”, rebateu também no seu Twitter.

Jean Wyllys ainda criticou portais evangélicos, acusando um deles de ser mantido com dízimo e que por isso não traria nenhuma verdade sobre o deputado.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca