The Christian Post > Cotidiano|Qua, 19 Dez. 2012 16:28 PM EST

Jovem morre de câncer após receber pulmão de fumante

PorLuana Santiago | Correspondente do The Christian Post

Uma jovem britânica morreu recentemente de câncer após receber o pulmão de um fumante em um transplante e causou revolta de sua família.

  • Jennifer Wederell
    (Foto: Divulgação)
    Jennifer Wederell

Jennifer Wederell, 27 anos, sofria de fibrose cística e morreu 16 meses após a operação de transplante do pulmão. A jovem morreu em casa, no condado de Essex, no sudeste da Grã-Bretanha.

Aos 20 e poucos anos, a jovem passou a usar um tubo de oxigênio 24 horas por dia e esperou 18 meses na lista por um transplante. Em abril de 2011, ela foi avisada de que um doador havia sido encontrado.

O pai da Jennifer, Colin Grannell, acredita que a filha não teria concordado com o transplante se soubesse que o doador, um homem de meia-idade, era um fumante compulsivo.

De acordo com publicação BBC, Colin Grannell diz que a filha deveria ter tido a opção de escolher se queria o pulmão de um fumante.

"O choque imediatamente se transformou em raiva, porque quando os riscos foram explicados na hora anterior ao transplante, em nenhum momento foi mencionado que seria usado o pulmão de um fumante", disse Grannell.

Curta-nos no Facebook

O pai lembra que a família esperou por um transplante por anos e pensava que o transplante ajudaria a filha a derrotar a doença, quando em fevereiro deste ano, um tumor maligno foi encontrado em seu pulmão.

"Ela estava morrendo uma morte que deveria ser de outra pessoa", afirma o pai.

O hospital que realizou a operação se desculpou por não oferecer uma opção a Jennifer. A administração do hospital em um comunicado afirmou que "é muito raro que os pacientes especifiquem que não querem receber pulmões saudáveis de fumantes".

O comunicado ainda informou que os riscos são maiores quando o paciente recusa um pulmão de um doador fumante esperando um pulmão de não fumante, porém reconhece que Jennifer deveria ter tido a opção de escolher.

"Pedimos desculpas sinceras pelo descuido", afirma. "Infelizmente, o número de pulmões disponíveis para transplante cairia 40% se houvesse uma política de recusar aqueles que vêm de fumantes. As listas de espera aumentariam e muito mais pacientes morreriam sem um transplante", diz.

Grannell criou um grupo no Facebook, chamado Jennifer's Choice (A escolha de Jennifer) para estimular não-fumantes a se registrarem como doadores de órgãos.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca