The Christian Post > Política|Qua, 14 Ago. 2013 09:28 AM EST

Marco Feliciano e grupo de deputados pedem medida favorável a pastor Marcos Pereira

PorAmanda Gigliotti | Repórter do The Christian Post
  • pastor
    (Foto: Seap/Divulgação)
    Pastor Marcos Pereira foi preso em maio de 2013.

Um grupo de dezessete deputados, liderados por Marco Feliciano (PSC), falaram com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, para pedir medida favorável ao pastor Marcos Pereira, acusado de ter estuprado fieis de sua congregação. As informações foram dadas pelo jornalista Lauro Jardim, em sua coluna Radar Online, no site da revista Veja.

A bancada criticou a polícia fluminense por falta de insenção e pediu a federalização das investigações. O ministro, no entanto, negou o pedido do grupo.

Além de Feliciano, outros deputados que participaram do pedido foram: Pastor Eurico, Francisco Floriano, Adrian Mussi, João Campos, Alexandre Santos, Washington Reis, Jair Bolsonaro, Roberto Lucena, José Olimpio, Leonardo Quintão, Zequinha Marinho, Eduardo da Fonte, Costa Ferreira, Anthony Garotinho, Fernando Jordão, Arolde de Oliveira e Aureo Lídio Moreira Ribeiro.

O fundador da Assembleia de Deus dos Últimos Dias está preso há cerca de três meses. Atualmente, ele se encontra no Complexo Penitenciário de Bangu, Zona Oeste.

As acusações vieram a partir de José Júnior, coordenador da AfroReggae, que trabalhou com o pastor anos atrás, na ressocialização de detentos e retirada de pessoas do crime no Rio de Janeiro.

Recentemente, em uma conversa gravada pela polícia, dois conhecidos traficantes Fernandinho Beira-mar e Marcinho VP defenderam o pastor evangélico, apontando que José Júnior teria pago testemunhas para depor contra o religioso.

Curta-nos no Facebook

O advogado de Marcos Pereira disse que isso prova que o seu cliente é inocente e vai pedir para que José Júnior, o maior acusador do pastor preste declarações na Justiça.

Supostas vítimas também gravaram vídeos no YouTube, onde desmentiram as acusações, alegando terem sido coagidos por membros da AfroReggae.

Por outro lado, o líder da ONG acusa o pastor de ter estado por trás de recentes ataques nas instalações da AfroReggae no Complexo Alemão.

Investigando os ataques, a polícia suspeita que durante a conversa entre os traficantes, um deles deu a ordem para que se fizessem os ataques, a partir de uma gíria, “mande um SALVE para ele”. A suspeita foi negada por ambos os traficantes.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca