The Christian Post > Cristianismo|Ter, 31 Jul. 2012 12:15 PM EST

Marina Silva expressa gratidão a Deus por participar da abertura dos Jogos Olímpicos de Londres

Marina foi convidada para carregar a bandeira olímpica em sigilo e agradeceu em primeiro lugar a Deus por isso

PorLuana Santiago | Correspondente do The Christian Post

Marina Silva (54), ex-senadora do estado do Acre e ex-candidata à presidência da República, demonstrou sua gratidão por representar o Brasil na cerimônia de abertura da Olimpíada de Londres.

  • Marina Silva
    (Foto: Reuters)

Marina, que é evangélica, foi convidada pelo próprio diretor do espetáculo, Danny no domingo, sob sigilo e viajou na última quarta-feira a Londres para desfilar com a bandeira olímpica na cerimônia que ocorreu na sexta-feira . A presença de todos os carregadores da bandeira foi mantida em segredo até poucas horas antes de sua entrada no Parque Olímpico.

A ex-senadora não disfarçou o entusiasmo de carregar a bandeira. Em entrevista feita por um blogueiro revelada pelo Terra, Marina de sua gratidão a Deus em primeiro lugar, à sua família e ao Brasil.

“Sensação de gratidão, alegria e responsabilidade. Gratidão a Deus, a minha família e ao meu país, por essas razões todas. De alegria porque representa o Brasil, a causa da defesa da floresta, da sustentabilidade, a causa ambiental.”

Em outras declarações, Marina comparou a emoção de carregar a bandeira com quando foi alfabetizada tardiamente aos 16 anos.

"Fui alfabetizada tardiamente, aos 16 anos, e na escola havia uma lista de muitos nomes de pessoas, aprovadas ou não no curso (equivalente ao primário). Quando vi meu nome lá embaixo (entre os aprovados), me ajoelhei e agradeci a Deus. Foi uma felicidade parecida. Foi aquela lista que me aprovou como alfabetizada, apta à educação, que me abriu um portal", disse Marina, em entrevista em um hotel no centro de Londres.

Curta-nos no Facebook

Marina Silva, que é reconhecida nacionalmente pelas suas iniciativas em defesa do meio-ambiente e da sustentabilidade, esteve ao lado de personalidades como Ban Ki-moon, secretário-geral da ONU, o ex-boxeador Muhammad Ali, o fundista etíope Haile Gebreselassie, o maestro argentino Daniel Barenboim e quatro ativistas de direitos humanos.

Em seu Twitter, a política comentou a oportunidade de participar deste evento mundial. “A caminho do estádio olímpico de Londres para a cerimônia de abertura dos Jogos. Acre, Brasil, América Latina presentes na abertura da Olimpíada de Londres. Terra, nossa casa comum, um só continente pela paz”, escreveu.

 “Levei ao estádio a mensagem de que a paz se faz com a proteção do meio ambiente”, disse em entrevista ao Estado.

“As Olimpíadas se referem a uma competição que não gera uma perda traumática e é essa competição saudável que precisamos ter no mundo”, disse. E completou “A ideia é a de que se pode conseguir harmonia e crescimento e usar o palco olímpico para passar essa mensagem é algo maravilhoso”.

A ambientalista foi candidata à Presidência pelo PV em 2010, eleição vencida pela presidenta Dilma Rousseff, que também estava na cerimônia de sexta-feira.

Marina afirmou que as duas não se encontraram no Parque Olímpico. Segundo informações da mídia, ela teria roubado a cena da presidente Dilma, ganhando mais visibilidade dos holofotes mundiais por vários minutos, enquanto desfilava com a bandeira.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca