The Christian Post > Vida|Seg, 4 Mar. 2013 13:06 PM EST

Médicos anunciam cura de criança com AIDS

Tratamento precoce iniciou com 30 horas de vida

PorGiana Guterres | Correspondente do The Christian Post

Foi anunciada neste domingo (3), a cura funcional de uma criança do sexo feminino, que foi infectada no útero com o vírus HIV. Ela começou um tratamento precoce – logo nos primeiros dias de vida – com o coquetel antirretroviral. A descoberta foi anunciada na Conferência sobre Retrovírus e Infecções Oportunistas, ocorrida em Atlanta, nos Estados Unidos.

  • Luta conta o HIV
    (Foto:Divulgação)
    Igrejas se unem contra o HIV

O caso é o primeiro relato de cura funcional em uma criança contaminada com o vírus da AIDS. A cura funcional é uma ocorrência rara, quando não é mais necessário o uso de medicamentos e drogas, e os exames de sangue não mostram evolução do vírus. Para ver se o tratamento teria efeito em outras crianças, seria preciso mais testes. Porém, esses dados podem mudar o tratamento de bebês com alto risco e levar crianças soropositivas à cura.

O bebê nasceu em Mississipi (EUA), quando a mãe recebeu o resultado positivo do teste de AIDS. A criança foi transferida para o centro médico da universidade local, onde Hannah Gay, médica especialista em crianças soropositivas, assumiu o caso. Com apenas 30 horas de vida, a paciente recebeu um coquetel com três drogas anti-HIV. Quando uma mãe infectada é diagnosticada com HIV, antes ou no início da gestação, recebe drogas para diminuir o risco de transmissão para o bebê, este só recebe uma droga para prevenir o contágio.

O sistema imunológico do recém-nascido respondeu ao tratamento e aos 29 dias de vida o vírus era indetectável em seu organismo. O tratamento padrão foi feito até os 18 meses. Mas, durante os dez meses seguintes, a criança não recebeu nenhum medicamento. Para surpresa dos médicos, ao fazer os exames padrão para verificar o estágio de contaminação, os testes mostraram que não havia níveis detectáveis de HIV.

Médicos da Universidade de Massachusetts fizeram uma bateria de exames mais sofisticados. O grupo fez o teste para procurar DNA do vírus da AIDS. Com ele, se constatou níveis muito baixos no organismo. Como não foi possível detectar mais o vírus, a equipe suspendeu a administração do coquetel antirretroviral.

Curta-nos no Facebook

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca