The Christian Post > Política|Seg, 26 Jul. 2010 11:19 AM EST

Milhares de Cristãos Sionistas se Reúnem para Apoiar Israel

PorJennifer Riley | Repórter do Christian Post tradutor Rodrigo L. Albuquerque

Mais de 4000 Cristãos Sionistas se reuniram em Washington, D.C. esta semana para enviar uma mensagem pró-Israel aos membros do Congresso.

A 5º Cúpula Anual de Washington de Cristãos Unidos por Israel (CUFI) reuniu nos dias 20 a 22 de julho, Cristãos, Políticos, Judeus Ortodoxos e Líderes Evangélicos, para mostrar solidariedade com Israel para fazer lobby com deputados federais em nome do Estado de Israel.

No “Banquete da Noite de Honra de Israel,” na quarta-feira à noite, os palestrantes falaram sobre assuntos como o bom relacionamento entre a administração de Obama e Israel. O Fundador do CUFI, Jonh Hagee, o polêmico pastor conhecido por sua visão das profecias dos finais dos tempos e sionista acérrimo, pediu a multidão para ficar ao lado de Israel e lutar contra seus inimigos.

“Quando frotas de navios cheios de militantes tentarem voltar para Gaza em porto Iraniano, nós com orgulho proclamaremos, eu sou um israelita. Quando o mundo condena Israel por se defender dos milhares de mísseis e ataques mortais, nós com orgulho proclamaremos, Eu sou um israelita,” disse Hagee no banquete de quarta-feira. “Quando os terroristas ameaçarem matar você, nós com orgulho proclamaremos, eu sou um israelita. Quando seus aliados se cansarem de lutar contra a tirania e a opressão e busca a saída mais fácil, nós permaneceremos com vocês e diremos eu sou um israelita.”

CUFI no seu website disse que as ameaças contra Israel têm aumentado diariamente, citando o Irã, o Hamas, o anti-semitismo, e relações EUA – Israel. O grupo Cristão sionista disse que agora mais do que nunca os apoiadores de Israel precisam falar pelo país.
Apesar do apoio de boca de Hagee por Israel, muitos judeus, estão hesitantes em se tornar tão próximo dele ou CUFI. Hagee e suas profecias cristãs apocalípticas que caracterizam seus discursos em apoio a Israel é a causa da tensão entre alguns líderes judeus.

James Besses do Jewish Week escreveu em uma coluna, esta semana, que os líderes judeus na ala central são “ambivalentes” a respeito de Hagee, “inseguro de, exatamente, que tipo de amizade os Cristãos sionistas estão oferecendo.”
“Alguns ficam nervosos sobre os temas das profecias, assim como, desconcertados com o que parece ser uma acérrima oposição em ceder qualquer pedaço de território,” escreveu Besser.

Curta-nos no Facebook

Mas o escritor de Jewish Week disse que a maioria dos judeus conservadores vêem Hagee e seu grupo como “os enviados de Deus.”
A cúpula CUFI, que se reuniu nessa quinta-feira, passou o dia inteiro fazendo lobby para a eleição de oficiais para apoiar Israel após a oração nos degraus do Capitólio.

Em março, Hagee apresentou aos membros do Congresso uma petição assinada por cerca de 100000 Cristãos Norte-americanos expressando solidariedade para com Israel. A petição declarou que o povo judeu tem o direito de viver na antiga terra de Israel, não há desculpas para atos terroristas contra Israel e que Israel tem o direito de defender seus cidadãos.

“Israel é o aliado mais próximo e confiável dos EUA. Nós nos comprometemos em apoiar o estado Judeu enquanto ele luta para defender os valores democráticos que todos nós mantemos firmemente,” como havia dito Hagge. “Enquanto nossos líderes em Washington tomam decisões sobre a política Norte-americana para o Oriente Médio, é importante para eles que os Cristãos em todo o país permaneçam firmemente comprometidos com o estreito relacionamento entre EUA e Israel.”

Além de ser o fundador do CUFI, Hagee é também pastor fundador da Igreja Cornerstone, com 18 mil membros em Santo Antônio, Texas.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca