The Christian Post > Cotidiano|Ter, 3 Set. 2013 09:23 AM EST

MP denuncia pastor Marcos Pereira (ADUD) e Marcinho VP por associação para o tráfico

Religioso teria levado informações do traficante para as comunidades e o bandido teria ajudado o líder da Igreja a reforçar sua notoriedade com os fiéis e a mídia

PorMaria Carolina Caiafa | Correspondente do The Christian Post

O promotor Alexandre Murilo Graça, do Ministério Público do Rio de Janeiro (RJ), pediu a prisão do pastor Marcos Pereira, da Igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD), e de Márcio dos Santos Nepomuceno, conhecido como Marcinho VP, desta vez, por associação ao tráfico.

  • pastor
    (Foto: Seap/Divulgação)
    Pastor Marcos Pereira foi preso em maio de 2013.

Os dois envolvidos teriam arquitetado um plano criminoso, usando a estrutura da instituição religiosa.

Inicialmente, o pastor Marcos agia como um simples pombo correio, levando ordens dos chefes do tráfico, que estavam presos, para as comunidades onde eles atuavam. Em troca, os bandidos ajudaram o pastor a ganhar fama e passaram a promover filmagens de supostas ações de resgate. Nessas, traficantes pegavam pessoas da comunidade, as julgavam e as condenavam à morte, para então Marcos Pereira ‘salvá-las’ falsamente.

Em outras oportunidades, o pastor apresentava pessoas, inclusive crianças, consumindo drogas e, ante a ‘intervenção espiritual’, essas largavam o vício. Os traficantes participariam da simulação e os viciados recebiam drogas e dinheiro do próprio Marcos para participarem da encenação.

Segundo a denúncia da Promotoria de Investigação Penal do Ministério Público, uma grande estrutura foi montada “utilizando-se de bens e da fé de pessoas para a atividade criminosa, demonstrando, sem sombra de dúvidas, que [pastor e Marcinho VP] são elementos perniciosos à sociedade”.

O documento comenta ainda sobre os ataques às instalações do Afroreggae, que teriam sido comandadas por Marcinho VP, em razão dos depoimentos do coordenador José Júnior sobre a relação entre o pastor Marcos e os traficantes. Luiz Fernando da Costa, o famoso Fernandinho Beira-mar, também estaria envolvido nas ameaças a Júnior.

Curta-nos no Facebook

Este inquérito foi finalizado pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD) na última sexta-feira (31).

O pastor Marcos Pereira está preso desde o dia 8 de maio, acusado de estupro e coação, no complexo de Gericinó, em Bangu, zona oeste do Rio de Janeiro (RJ). Já VP está na penitenciária de Catanduvas, no Paraná (PR).

Nesta semana, deputados federais da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) estão no Rio de Janeiro (RJ) para acompanhar a investigação do caso do líder da ADUD. Os deputados Liliam Sá (PR), Jair Bolsonaro (PP) e pastor Eurico (PSB) foram recebidos pelo secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, e pela chefe de Polícia Civil, Martha Rocha. Os parlamentares pediram que novas testemunhas sejam ouvidas no processo e que o pastor Marcos responda em liberdade. O presidente da CDHM, Marco Feliciano (PSC), não faz parte da comitiva, pois está em uma viagem internacional.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca