The Christian Post > Mundo|Seg, 14 Out. 2013 16:12 PM EST

Mulher toma pílula do aborto enganada pelo namorado e mãe agora processa farmácia

O namorado de Remee Jo Lee lhe deu um indutor de aborto dizendo ser um antibótico

PorLuciano Portela | Repórter do The Christian Post

Após ser enganada por seu parceiro, ao tomar uma droga indutora de aborto, Remee Jo Lee, de 27 anos, está processando a farmácia da Flórida (sul dos EUA) que vendeu o medicamento de maneira indevida.

  • Pílulas
    (Foto: Reuters)
    Pílulas

Por conta do remédio, Jo Lee sofreu aborto espontâneo no começo de março de 2013, quando estava com apenas sete semanas de gravidez, depois de John Welden, o então namorado, convencê-la que se tratava de um antibiótico para evitar uma infecção.

Para obter a receita do remédio Cytotec, Welden, de 29 anos, falsificou a assinatura de seu pai. Também conhecido em seu nome genérico como misoprostol, o Cytotec tanto previne úlceras estomacais quanto causa abortos e nascimentos defeituosos se for ingerido durante gravidez.

Na acusação movida por Lee, consta que houve um complô entre Welden e o farmacêutico para colocar o nome dela no rótulo fraudulento do remédio, com um frasco repassado a ela como amoxicilina, antibiótico semissintético usado no tratamento de infeções bacterianas no estômago.

O processo aberto na corte do condado de Hillsborough envolve o nome da farmácia Sun Lake Pharmacy e de mais cinco funcionários, incluindo três farmacêuticos e dois técnicos, por negligência profissional.

A ação contra a farmácia constata que ainda que tenha sido um engano, "um farmacêutico, razoavelmente competente, preocupado e seguro teria reconhecido a prescrição [...] e o que ocorreu foi um erro grosseiro", conforme divulgado.

Curta-nos no Facebook

Para completar, a série ordenada na justiça ainda indica que o farmacêutico deveria ter entrado em contato com o gabinete médico do local para mais informações, ao perceber que a assinatura era forjada e a prescrição parecia suspeita.

O rapaz declarou-se culpado em setembro, para tentar um acordo judicial que evita sua pena de morte, mas que ainda deve resultar entre 8 meses a 13 anos de prisão, em sua condenação a ser dada no próximo mês de dezembro. Como parte do acordo judicial, Welden iria admitir que o empregado da farmácia conspirou tudo com ele e sabia o que estava fazendo.

  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
  • Wanderlei Silva no TUF Brasil...
Não Perca