The Christian Post > Política|Qua, 6 Out. 2010 18:06 PM EST

New Orleans Convida Líderes de Comunidade e Fé para Combate ao Crime

PorLawrence D. Jones | Repórter do Christian Post tradutor Amanda Gigliotti

Funcionários da cidade de Nova Orleans lançaram uma nova iniciativa de combate ao crime terça-feira juntamente com 100 líderes de fé da cidade e do bairro.

Os policiais, a Coalização da Comunidade e Clero (CCCC), que foram divulgados em uma conferência de imprensa na tarde terça-feira, pretendem servir como uma força unificadora e catalisadora para reconstruir a fé, restaurar a confiança dos cidadãos e melhorar a qualidade dos serviços de vida no Departamento de Polícia de Nova Orleans que tem se esforçado para combater o problema da criminalidade na cidade generalizada.

Ao fazer isso, os funcionários municipais acreditam que a coalização irá desempenhar um papel fundamental nos bairros atormentados por crimes onde as pessoas estão relutantes em cooperar com a polícia ou relutantes em avançar com informações que poderiam levar a uma prisão ou prevenir um crime de acontecer.

"Eles (membros da coalizão), podem ser capazes de dizer: 'Nós temos trabalhado muito de perto com isso, e eu acho que você deve ter fé no governo e você deve ter fé no departamento de polícia," explicou o superintendente da NOPD Ronal Serpa durante a conferência de imprensa de terça-feira.

"Essa é uma peça crítica, crítica," acrescentou.

O Rev. M. Antoine Barriere, um membro da coalizão e pastor sênior da Household of Faith Family Worship Church International, ilustrou o ponto de Serpa em estimular a comunidade da Nova Orleans para tomar uma posição contra o crime em seus bairros, falando quando sabem alguma coisa.

Curta-nos no Facebook

"Nós temos que nos levantar e dizer, 'Nós sabemos os indivíduos que perpetraram os crimes." E eles podem ser os familiares de alguns de nossa congregação," disse ele.

Embora a inauguração da nova coalizão não fora esperada até mais tarde, a morte recente de um bebê de dois anos que foi morto por uma bala perdida, levou os funcionários a moverem-se para um lançamento mais cedo.

Jeremy Galmon tinha sido apanhado no fogo cruzado de um tiroteio no domingo passado enquanto o bebê estava sentado em um carro com sua irmã. Após os disparos, os membros da comunidade resolveram ajudar a encontrar os atiradores e pediu ao resto do público para obter informações que poderiam levar a uma prisão.

"Isso não vai mudar se nós não tomarmos uma ação, a decisão intencional [de] não aceitar mais esse tipo de comportamento," comentou Patricia Jones, cujo falecido irmão também foi morto na rua.

Somando-se a isso, o prefeito Mitch Landrieu disse quando a comunidade toma coletivamente um pequeno passo," que é um enorme passo adiante."

"Esta é uma batalha que todos nós estamos envolvidos e que temos de ganhar," acrescentou.

Apesar de Nova Orleans relatar uma redução de 17 por cento no número de crimes violentos no ano passado em comparação com o ano anterior (de 179 assassinatos para 173 assassinatos), a cidade ainda tem maior taxa de assassinatos per capita do país.

Além disso, cinco meses em 2010, 80 homicídios já haviam sido notificados no município, colocando-o no caminho para ultrapassar 190 até o final do ano. Em 2004, o ano antes que o furacão Katrina devastou a cidade, Nova Orleans relatou 265 homicídios.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca