The Christian Post > Mundo|Ter, 10 Ago. 2010 11:22 AM EST

ONG Cristã Está de Luto Pelo Assassinato de 10 Trabalhadores no Afeganistão

PorNathan Black | Repórter do Christian Post tradutor Thaís Martinez Gomes

Os 10 trabalhadores de ajuda que foram massacrados, alegadamente pelo Taliban no Afeganistão, eram parte da Missão de Assistência Internacional (International Assistance Mission), confirmou o grupo, segunda-feira.

  • 10 christians\international-assistance-mission
    (Foto: AP / Rodrigo Abd)
    Dirk Frans, diretor da International Assistance Mission, no centro, fala com um jornalista durante uma conferência de imprensa em Cabul, Afeganistão, segunda - feira, 9 de agosto de 2010. A caridade cristã, disse, segunda-feira, que não tinha planos de deixar o Afeganistão, apesar do assassinato de 10 membros de sua equipe de assistência médica e reiterou que a organização não tenta converter Muçulmanos ao cristianismo

Até quinta-feira passada, nenhum dos trabalhadores Cristãos voluntários tinham sido mortos enquanto estavam em serviço com a organização - que já trabalhou no Afeganistão desde 1966.

"Queremos prestar homenagem a cada um dos nossos colegas que morreram, o seu compromisso de servir ao povo afegão," Dirk R. Frans, diretor-executivo da MSI, disse em um comunicado. "Aqueles que os conheceram e os viram no trabalho não podem fazer nada além de pagar um alto tributo para eles."

Os 10 trabalhadores estavam executando o IAM Nuristan Eye Camp, que recebeu autorização do governo afegão para fazer. Eles tinham retornado da jornada de cem milhas até as montanhas Hindu Kush, dando cuidado aos olhos para algumas das comunidades mais pobres e remotas do Afeganistão, quando eles foram levados para uma floresta por homens armados, foram roubados, alinhados e fuzilados.

Foi o maior massacre de trabalhadores humanitários no Afeganistão nos últimos anos.

As vítimas incluíam seis Norte-americanos, um britânico, um alemão e dois afegãos. Eram jovens de 24 e até mais velhos de 63 anos. Dois outros trabalhadores afegãos que faziam parte da equipe de cuidados aos olhos sobreviveram. Um deles foi liberado após recitar versos do Corão e o outro tinha os deixado antes de os rebeldes atacaram, conforme relatado pelo The New York Times.

Curta-nos no Facebook

O Taliban reivindicou a responsabilidade, acusando os trabalhadores de espionagem e de proselitismo, que é ilegal no país do sul da ásia.

A IAM refutou as alegações.

Embora seja uma organização cristã, Frans ressaltou: "Nossa fé motiva e nos inspira - mas nós não pregamos. Respeitamos as leis do Afeganistão."

"Somos signatários da Conduta para a Cruz Vermelha Internacional (Conduct for the International Red Cross) e do Crescente Movimento Vermelho (Red Crescent Moviment), além de programas de ONGs de Responsabilização de Desastres, em outras palavras, que, a ajuda não será utilizada para favorecer uma determinada posição política ou religiosa. Mas mais do que isso, nosso registro fala por si mesmo. A IAM não seria convidada a voltar para as aldeias se estivéssemos usando o auxílio como cobertura para a pregação," Frans sustenta.

A secretária dos Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton, condenou, neste domingo, o que chamou de um "ato insensato."

"Nós também condenamos as tentativas do Talibã, de justificar o injustificável, fazendo falsas acusações sobre suas atividades no Afeganistão," afirmou.

"Terror não tem religião," disse ela, "e esses atos são rejeitados por pessoas de todo o mundo, inclusive pelos Muçulmanos aqui nos Estados Unidos.”

"O médico assassinado e os trabalhadores humanitários, bem como os voluntários de muitas nações e da coligação internacional estão trabalhando para estabelecer a estabilidade no Afeganistão, e representam exatamente o que o Taliban está contra: um futuro de paz, liberdade, oportunidade e abertura, onde todos os afegãos podem viver e trabalhar juntos em harmonia, livres de terror."

Hillary observou que os trabalhadores não eram remunerados pelos seus serviços e viajaram para o Afeganistão porque queriam ajudar as pessoas necessitadas.

"Estamos com o coração partido pela perda destes heróis, essas pessoas generosas," acrescentou.

A IAM é uma organização internacional de caridade, que serve ao povo do Afeganistão, por meio da capacitação nos setores de Saúde e Desenvolvimento Econômico. Tem cerca de 500 trabalhadores afegãos e 50 internacionais.

Em junho, uma equipe de inspeção do Ministério afegão da Economia visitou o grupo cristão para ter uma visão geral de sua história e atividades atuais. A equipe informou à MSI que havia outras equipes fazendo visitas de inspeção às cerca de 350 ONGs internacionais presentes no Afeganistão.

Eles questionaram de onde viria o financiamento do grupo e se algum financiamento veio com o dinheiro prometido pela comunidade internacional para o Afeganistão.

"Eles ficaram satisfeitos com a resposta negativa, e que todos os financiamentos nossos eram "extra," declarou a IAM em um comunicado anterior. "Eles estavam igualmente satisfeitos por nenhum dos nossos expatriados receber qualquer salário de IAM.

Os recentes assassinatos devastaram a organização, mas o grupo não está pensando em se retirar do Afeganistão pelas coisas que ocorreram agora.

"Nossa ONG trabalha aqui há bem mais de quatro décadas," observou Frans. "E lembre-se que houve momentos em que a segurança era muito pior do que é agora. As obras do IAM no Afeganistão ocorrem com convite do povo e do governo. Portanto, são bem-vindos aqui, e vamos, se Deus quiser, continuar a permanecer e a servir o povo afegão."

De acordo com Frans, do Ministério do Interior da República Islâmica do Afeganistão, o FBI e outros estão envolvidos na investigação para descobrir quem cometeu o massacre.

Os trabalhadores que foram mortos, quinta-feira, foram: Cheryl Beckett, Brian Carderelli, Dr. Tom Grams, Glen Lapp, Dr. Tom Little, Dan Terry, Daniela Beyer, Dr. Karen Woo, Mahram Ali e Jawed.

Pouca foi "a força motriz por trás do muito que foi alcançado em oftalmologia no Afeganistão," afirmou Frans. "Ele é insubstituível."

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca