The Christian Post > Mundo|Sab, 16 Fev. 2013 12:37 PM EST

Pastor da Assembleia de Deus é degolado na Tanzânia

PorAmanda Gigliotti | Repórter do The Christian Post

Um pastor da igreja Assembleia de Deus, em Buseresere, na Tanzânia, África, foi degolado durante conflitos religiosos entre cristãos e muçulmanos.

  • tanzania
    (Foto: IRIN)
    Consequências dos conflitos de motivação religiosa em Geita, na Tanzânia.

O homem foi identificado como Mathayo Kachili, informou o porta-voz do Escritório de Polícia Regional da região de Geita, Denis Stephano.

De acordo com Denis, diversos conflitos se iniciaram em Geita quando líderes muçulmanos exigiram o fechamento de açougues de cristãos na reigão.

Em um ataque a um açougue, os muçulmanos atacaram os cristãos com paus e facões. O pastor Kachili foi atingido e decapitado durante o ataque.

Stephano diz que muitos saíram feridos e foram levados ao hospital em estado grave.

O Chato Comissário do Distrito (DC), Rodrigo Mpogolo, clamou por tolerância religiosa entre os crentes das duas religiões.

Curta-nos no Facebook

No ano passado, o Ministro de Estado, Stephen Wassira, também pediu por tolerância.

O corpo do pastor Kachili é mantido dentro do necrotério do hospital de Buseresere.

A Tanzania é um país tradicionalmente tolerante com relação à religião, mas tem mudado o seu quadro em algumas regiões, principalmente de maioria muçulmana.

Não há um relatório preciso sobre a população religiosa por ordem do governo desde de 1967. Entretanto, segundo a United States Bureau of Democracy, Human Rights, and Labor, a população cristã é de aproximadamente 62%, enquanto que a muçulmana é de 35%.

  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
  • Wanderlei Silva no TUF Brasil...
Não Perca